quarta-feira, 23 agosto, 2017.

Arquivos diários: 9 de junho de 2017

Mossoró terá sessão de cinema para solteiros

O Partage Shopping Mossoró, a 95FM e o Multicine realizarão uma sessão de cinema especial para os solteiros, com inscrições através do APP oficial do shopping, na aba “Fale com Santo Antônio”. O intuito é proporcionar o encontro saudável entre pessoas.

A sessão será do filme nacional ‘Amor.com’ no próximo domingo, 11 de junho, às 18h. O longa narra as relações amorosas na era da internet, totalmente em sincronia com a proposta do evento. Para participar, basta baixar o APP oficial do Partage Shopping Mossoró e ir na sessão “Fale com Santo Antônio”. Lá, o participante deve solicitar o ingresso deixando o contato de telefone. Lembrando que a promoção é para maiores de idade, e as senhas são limitadas.

Serviços:

Evento: Sessão dos Solteiros “Fale com Santo Antônio”

Local: Multicine Cinemas – Partage Shopping Mossoró

Data: 11/06/2017 – 18h

Polícia Civil localiza estufas para cultivo de supermaconha em Natal

Na manhã desta sexta-feira (09), a Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc), com apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e da Polícia Militar, deflagrou a Operação Cristal Quebrado que visou apreender drogas, armas e produtos ilícitos que estavam em residências da Zona Sul de Natal.

Durante a ação, foram presos em flagrante sete pessoas, sendo cinco homens e duas mulheres: o casal Luís Cláudio Jesus Gomes,35 anos e Thaís Geronázio Ferreira, 40 anos; o casal Tiago Matte, 38 anos e Mariana Marques Vecchi,34 anos; José Carlos da Silva, 22 anos; José Curi Dias, 69 anos e José Jussier Freitas Alves, 38 anos. Durante o cumprimento dos 15 mandados de busca e apreensão, os policiais encontraram duas estufas que eram usadas para cultivar mudas de droga conhecida como skank, um tipo de supermaconha.

As plantas estavam sendo cultivadas nos apartamentos dos casais Luís Cláudio e Thaís Geronázio e do casal Tiago Matte e Mariana Marques. “Nos apartamentos, que ficam na Vila de Ponta Negra, nós descobrimos duas grandes estufas com toda uma estrutura montada. Eles mantinham equipamentos ligados 24 horas para que a plantação fosse produtiva e para isso, furtavam energia elétrica. Eles controlavam umidade, calor, luminosidade e tinham vários produtos para adubar”, detalhou o delegado titular da Denarc, Ulisses de Souza.

Além das estufas, os policiais civis apreenderam no apartamento de Mariana Marques o valor de R$ 20 mil escondidos dentro da lixeira do banheiro. “Mariana é investigada pela Polícia Federal pela suposta prática de tráfico internacional de entorpecentes e já havia sido investigada pela Polícia Civil do RN no ano de 2010”, revelou o delegado adjunto da Denarc, Cláudio Henrique. Além dos dois casais, a Polícia prendeu em flagrante José Carlos da Silva, com um revólver calibre 38 e munições; José Curi Dias, com um revólver e José Jussier Freitascom porções de drogas.

Definido plano de segurança para os festejos juninos no interior do Estado

Em reunião realizada na quinta-feira 8, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) definiu o plano de operações para os festejos juninos no interior do Rio Grande do Norte.

As cidades que historicamente promovem eventos que atraem mais público serão beneficiadas com um maior reforço do efetivo, como é o caso de Mossoró, onde acontece o Mossoró Cidade Junina. Do próximo dia 10 até 1º de julho – período da festa – serão aproximadamente 300 integrantes das forças de segurança pública estaduais por dia – policiais militares, bombeiros e policiais civis – que estarão atuando para garantir a segurança da população ao lado dos agentes de segurança municipais.

Na cidade de Assú, onde a festa acontece de 10 até 24 de junho, serão entre 40 e 150 policiais militares diariamente, dependendo dos eventos do dia. No período, a delegacia da cidade funcionará em regime de plantão.

As duas cidades também contarão com a Plataforma de Observação Elevada (POE) e Centros Integrados de Comando e Controle Móveis (CICCM). Em todos os casos, a Sesed não atuará apenas na segurança dos eventos, mas também aumentando a ostensividade para inibir ações criminosas, como o tráfico de drogas e assaltos.

São João em Natal e Região

Natal e Região Metropolitana, onde os festejos geralmente começam um pouco mais tarde, também receberão um plano de operação especial, que está em fase final de elaboração e será divulgado nos próximos dias.

Assepsia: Câmara Criminal julga ocorrência de corrupção em oferta de passagens aéreas

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN julgou uma Apelação Criminal relacionada a operação Assepsia. No caso em questão, foi julgado se houve o cometimento de crime de corrupção, tanto ativa quanto passiva, envolvendo os empresários Tufi Soares Meres e Rosimar Gomes Bravo e o então secretário de Saúde de Natal, Thiago Barbosa Trindade, no ano de 2011.

Segundo a decisão, ficou comprovado que os empresários, por terem interesses econômicos, tanto na formação de contratos como na execução de um projeto, ofereceram a Thiago Trindade passagens aéreas referente ao trecho entre Natal e Barcelona (Espanha), sendo um trecho para o secretário e outro para uma acompanhante.

Segundo os autos e conversas anexadas, a referida viagem, segundo afirmam os próprios acusados, tinha como objetivo apresentar ao secretário um modelo logístico de medicamentos desenvolvido pelo Consórcio Hospitalari de Catalunya (CHC), que, segundo Tufi Soares, trata-se de um sistema oficial de saúde que é constituído por um consórcio que reúne entes públicos e privados, e que também realiza atividades de consultoria no campo da saúde.

“Acontece que, de acordo com os elementos de provas acostados aos autos, verifico que, embora aparentemente procurasse buscar a experiência de implantar a nova política no sistema de saúde, na realidade, os maiores interessados na aplicação do sistema eram Tufi Soares Meres e Rosimar Bravo, especialmente, o primeiro por ser consultor nessa área”, destacou o relator da Apelação, desembargador Gilson Barbosa.

Voto

A decisão destacou também que a veracidade dos fatos se evidencia pelos atos das partes, pois, em regra, a iniciativa de implantar ou conhecer modelos novos na seara de saúde, educação ou outro setor público, deve partir dos seus próprios gestores e não de terceiros intervenientes.

“Apesar dos réus negarem as acusações, com afirmativas de que seriam uma pré-reserva de vôo, ficou comprovada a finalidade por parte dos empresários, no oferecimento da vantagem, bem como a aceitação do Secretário”, acrescenta a relatoria.

O órgão ressaltou que foi verificada a dissonância entre declarações dos interrogados e depoimentos testemunhais quanto ao possível pagamento, bem como sobre a “pré-reserva” e, apesar da viagem não ter se concretizado, o delito se consumou por se inserir na categoria de crime formal, no qual a lei antecipa a consumação antes mesmo da ocorrência do resultado naturalístico.

“Não há em que se falar em absolvição, vez que não há dúvidas da consagração dos delitos de corrupção passiva atribuída a Thiago Trindade e corrupção ativa imputada aos empresários”, define o relator.

Contudo, o órgão julgador atendeu, em parte, aos pedidos dos acusados, e determinou, dentre alterações na dosimetria das penas, a modificação do regime e a substituição da pena privativa de liberdade por duas restritivas de direitos, a serem fixadas pelo Juízo de Execuções Penais, conforme prescreve o parágrafo 2º do artigo 44 do Código Penal.

Investigado na Anarriê pode ter impedido MCJ de receber recursos federais

A presença do camarote particular na Estação das Artes, organizado por uma empresa com envolvimento na Operação Anarriê, pode ter sido o motivo para Mossoró não ter recebido recursos do Ministério do Turismo para a realização do Mossoró Cidade Junina, conforme havia sido anunciado pela prefeita Rosalba Ciarlini.
Uma das regras para que o evento receba dinheiro do Ministério é que seja totalmente gratuito. No entanto, uma área privilegiada da Estação das Artes é direcionada, sem licitação, para a exploração desta empresa, que cobra valores exorbitantes para que os mossoroenses ou turistas aproveitem “o melhor espaço do Mossoró Cidade Junina”.

O favorecimento desta empresa pela administração Rosalba Ciarlini vem de gestões passadas e se repete neste ano, a ponto da prefeita chegar a depredar o patrimônio histórico de Mossoró somente para que o referido camarote seja beneficiado com o aumento do percurso do Pingo da Mei Dia, para que o trio passe por dentro da Estação das Artes, em frente ao camarote.

Para o Pingo, outras estruturas particulares foram colocados ao longo da Avenida Rio Branco. Esses camarotes de menor porte também estão explorando comercialmente os espaços, apesar da prefeita ter anunciado que todos os camarotes ficariam na Estação das Artes, liberando o espaço para o público.

Outra questão que gera desconfiança na população são os critérios para concessão das licenças para a instalação desses espaços, valores pagos, capacidade, fiscalização, entre outros.

Veja também