domingo, 25 junho, 2017.

Arquivos diários: 14 de junho de 2017

Totalmente interditado, Cidade Junina pode não começar amanhã

“É a pior estrutura que já vi”, afirma o major Antônio Queiroz, do Corpo de Bombeiros. Temendo a segurança da população, todas as estruturas do Mossoró Cidade Junina foram interditadas hoje e o evento corre o risco de não começar amanhã.

De uma vez só o Corpo de Bombeiros interditou os palcos da Estação, Chuva de Bala, Cidadela, camarote institucional e arena das quadrilhas. A falta de alvarás seria o motivo principal.

O Corpo de Bombeiros considerou todo o material utilizado até agora na estrutura do Mossoró Cidade Junina como “amador”. O major, em entrevista ao portal Mossoró Hoje, acrescentou que fez diversas perguntas aos responsáveis pela montagem das estruturas e eles não sabem sequer responder.

20170614_225832

Para se ter uma noção do quanto é séria a interdição, de acordo com o major, “a Polícia Militar já avisou que não vai permitir que os PMs subam na Torre de Segurança da forma como está. Em todas as estruturas faltam aterramento”.

Segundo o major só haverá a liberação das estruturas se tiver tudo ok. Caso haja qualquer situação que possa haver algum risco, o evento não será liberado.

A desorganização do Mossoró Cidade Junina mostra a falta de compromisso da atual gestão com o evento. Mais de 100 artistas mossoroenses ficaram de fora desta edição, que também foi diminuída. Até mesmo a ornamentação deixa a desejar, contando apenas com algumas bandeiras colocadas no dia anterior ao Pingo da Mei Dia.

A Prefeitura já pagou quase R$ 800 mil antecipados para algumas atrações, de acordo com dados registrados no Portal da Transparência. Somente no show que pode ser realizado amanhã, de Aviões do Forró, foram gastos mais de R$ 227 mil.

Um manifesto pela paz!

O evento simbólico ocorrerá no próximo dia 15 de junho (feriado), numa iniciativa das ONGs Alefe, Nativa, PaisBrasil e JWBrasil, e com o apoio da OPEN (Ordem de Pastores de Natal) e do OBVIO (Observatório da Violência Letal Intencional no Rio Grande do Norte), como forma de protesto pacífico contra violência em curso no Estado.

A manifestação pela paz ocorrerá às 8hs do dia 15 de junho, na praia de Ponta Negra próximo ao Morro do Careca.

A partir desse momento será desencadeada uma série de eventos sem conotações político partidárias e com viés exclusivamente social, conclamando segmentos da sociedade civil organizada a agir para concretizar o sonho de paz que todos almejamos.

Venha fazer parte desse momento que buscará fazer a diferença na busca pela paz no Rio Grande do Norte.

Angicos: Juiz condena ex-prefeito por falsidade ideológica

O ex-prefeito de Angicos, Ronaldo de Oliveira Teixeira, foi condenado pela prática do crime de falsidade ideológica. A sentença estipula um ano e nove meses de reclusão e 21 dias-multa, convertida em duas penas restritivas de direito: prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária no valor de R$ 5 mil.

A condenação é reflexo de uma Ação Penal, ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Angicos.

Na condição de prefeito, Ronaldo de Oliveira Teixeira teria forjado a demissão da sogra do cargo comissionado de pedagoga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), após recomendação do Ministério Público que visava combater o nepotismo.

Para despistar a recomendação do MP, o prefeito chegou a exonerar a sogra e contratar outra pessoa para o cargo. No entanto, a parente permaneceu exercendo as funções no Creas sob a alegação de que se tratava de trabalho voluntário e não remunerado.

Porém, a Promotoria de Justiça de Angicos demonstrou na Ação Penal que os extratos da conta corrente da sogra do prefeito comprovavam a fraude, uma vez que a remuneração pelos serviços supostamente prestados pela nova servidora contratada era depositada nesta conta.

O crime praticado é previsto no art. 299, parágrafo único, do Código Penal, em razão de ter inserido no Termo de Rescisão nº 001/2011 de declaração falsa, com o fim de alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante e mascarar a verdade sobre o nepotismo, fazendo uso de uma pessoa nomeada para a função apenas como “laranja”.

Estado de saúde da ex-governadora Wilma de Faria é muito grave

Agravou-se o estado de saúde da ex-governadora e atual vereadora do município de Natal, Wilma de Faria, de 72 anos.

Wilma foi internada na semana passada e as informações são de que a situação se agravou muito e inspira cuidados além do normal.

Familiares de apenados queimam pneus em frente a Mário Negócio em Mossoró

Esposas e familiares dos apenados do Complexo Penal Agrícola Mário Negócio realizam protesto neste momento na RN 013, que liga Mossoró a Baraúna.

A via foi tomada pelos manifestantes que queimam pneus em frente à penitenciária.

Em breve, mais informações.

Veja também