terça-feira, 17 outubro, 2017.

Arquivos Mensais: setembro 2017

Prefeitura de Natal deverá ampliar oferta de exames cardiológicos

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal tem o prazo de 30 dias para adotar medidas que possam ampliar a oferta de exames cardiológicos na rede pública e reduzir a fila de espera. A medida foi encaminhada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), em recomendação publicada na edição do Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (28).

Conforme consta em inquérito civil que tramita na 62ª Promotoria de Justiça, foi constatado que a demanda reprimida atual no município de Natal é de 4.250 testes ergométricos, 3.402 ecocardiogramas e 691 exames do tipo holter.

A recomendação ministerial considera que os números atualmente ofertados pelos prestadores desses exames não atingem os quantitativos anuais recomendados pela portaria do Ministério da Saúde, que prevê os critérios e parâmetros para o planejamento e programação de ações e serviços de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Essa constatação indica que “há a necessidade de contratualização com novos prestadores ou o aumento da oferta de exames pelos já existentes na rede municipal”, destaca trecho da recomendação.

Caso a Secretaria de Saúde de Natal não atenda a recomendação no prazo estipulado, o MPRN poderá adotar as medidas judiciais cabíveis.

Robinson deixou a UERN órfã mais uma vez

Na condição de Chanceler da UERN, o governador Robinson deveria ter comparecido à Assembleia Legislativa da instituição, realizada nesta quinta-feira (28). No entanto, pelo terceiro ano consecutivo, Robinson não compareceu à solenidade, deixando a Universidade órfã, mais uma vez.

Nos três anos em que está ocupando o cargo de governador, e também Chanceler da UERN, Robinson nunca compareceu ao evento. Neste ano, para representar o governador do Estado, foi enviado o subsecretário de educação, Mariano Tavares. Em 2016, a representante do governador tinha sido a própria secretária Cláudia Santa Rosa. Já em 2015, o governador sequer enviou representante.

O problema é que o cargo de Chanceler é exclusivo do governador, e embora o “representante” esteja “representando” o governador, o Chanceler levou falta.

O mais curioso é que o governador Robinson Faria assumiu o cargo afirmando em seu discurso que a UERN é o maior patrimônio do RN, e tem dado sucessivas provas de que sua atenção para com a Universidade fica somente no discurso. O desrespeito com a instituição não fica somente nas faltas em solenidades, mas na falta de investimentos, de valorização dos servidores, e em uma campanha institucionalizada contra a Universidade, colocando-a como um peso para o Estado e ameaçando a privatização.

Em meio a vaias, o professor Mariano levou para a capital um recado dos professores da instituição: “Governador, pague nossos salários em dia!”.

 

 

RN registrou 13 casos de raiva em 2017

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) confirmou o 13º registro de animal raivoso em 2017 no Rio Grande do Norte.  O registro foi de um animal diagnosticado laboratorialmente como “quiróptero não hematófago positivo para raiva”, oriundo de Natal. Os casos de animais raivosos registrados este ano são de nove municípios do Rio Grande do Norte, sendo três de Natal, três em São Paulo do Potengi e os demais em municípios diversos.
Enquanto divulga um novo casos de raiva animal, a Sesap chama a atenção da população para a campanha de vacinação antirrábica de cães e gatos que está em plena execução no estado.  Até o presente momento, de acordo com dados do SI PNI da Campanha Antirrábica de 2017 do RN, a cobertura vacinal dos cães estimados está em 21,13% e a dos gatos em 20,56%. Esses índices devem ser melhorados com a realização do dia “D” da campanha no sábado, dia 07 de outubro.
Segundo a Subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap, Cíntia Higashi, a vacinação constitui-se em excelente medida para prevenção e controle da raiva nesses animais. No momento, está está havendo uma prevalência da raiva em animais silvestres, sobretudo em morcegos. “Daí é preciso a população ser orientada sobre a necessidade de buscar assistência médica em caso de agressão por morcego”, alerta Cíntia.
O Ministério da Saúde recomenda que todo morcego suspeito de raiva deve ser encaminhado para exame laboratorial, que voltou a ser feito pelo LACEN/RN. Quanto à investigação no local do acidente envolvendo animal potencialmente transmissor de raiva deve ser realizada pelo município de residência do paciente logo que a Secretaria Municipal de Saúde tome conhecimento da situação de risco, principalmente nos acidentes envolvendo mamíferos silvestres e cães e gatos com suspeita de raiva.

Título de Cidadão para Tatiana Mendes revolta professores da UERN

Pegou mal para a Câmara de Mossoró e principalmente para o vereador Francisco Carlos conceder o Título de Cidadã Mossoroense à secretária-chefe do Gabinete Civil do Governador Robinson Faria, Tatiana Mendes Cunha, durante a sessão solene em homenagem à UERN, ocorrida ontem.

Os professores da instituição desaprovaram a concessão da homenagem máxima do município de Mossoró, que deve ser concedida a pessoas de relevantes serviços prestados ao município. Nas redes sociais, vários professores manifestaram a revolta e apresentaram os motivos.

22008215_1667283303303837_450091627188253574_n

Secretária-chefe do gabinete de Robinson, Tatiana é considerada a “Governadora de fato”, à frente da desastrosa atuação do governador e algoz da UERN. Durante o governo Robinson, a instituição tem sofrido sucessivas perdas, e sempre que os servidores buscam pressionar o governo, há um movimento coletivo no Estado para ameaçar a instituição com privatização e questionamento da importância da universidade, que está presente em todas as regiões do Rio Grande do Norte.

O desprezo de Robinson com a UERN é tanto que ele não é visto na Universidade desde a desastrosa inauguração do restaurante popular do Campus Central, onde foi encurralado por um grande protesto de professores, estudantes e servidores da UERN.

Natal e Mossoró lideram violência no RN

O Observatório da Violência no Rio Grande do Norte divulgou mais um boletim da violência no Rio Grande do Norte.

Natal, Mossoró e Ceará-Mirim são os municípios mais violentos do Estado. De 1º de janeiro a 27 de setembro de 2017, foram registrados 485 homicídios em Natal. Mossoró ficou em segundo lugar, com 172 casos registrados. Na sequência, Ceará-Mirim, com 123 homicídios; Parnamirim, com 115 e São Gonçalo do Amarante, com 90 registros de assassinato em 2017.

 

Veja também