terça-feira, 21 novembro, 2017.

Arquivos diários: 7 de setembro de 2017

TOLERÂNCIA ZERO: sindicalista denuncia tratamento do Governo Rosalba com servidores no 7 de setembro

“TOLERÂNCIA ZERO”. Essa foi a ordem do Secretário de Segurança da Gestão Rosalba Ciarline. Ela retrata bem a intolerância, a repressão, a intimidação que já característico dessa gestão. Antes de 7h obrigaram a tirar o carro de som. Mas querer calar a nossa voz já é de mais!. Calar por que? Só pra não falarmos da prefeita? Só pra população não ver que a Rosa murchou para o servidor público?TEMOS DIREITO A LIBERDADE DE EXPRESSÃO E MANIFESTAÇÃO. São 23 anos de Grito dos Excluídos, e não foi hoje, que uma gestão REPRESSORA calou a nossa voz. Quando tem conflito é porque tentam nos amordaçar, nos acorrentar, e nós enfrentamos, não fugimos a luta. O grito mais uma vez foi ouvido porque NOSSA LUTA É TODO DIA, por direitos, DIGNIDADE e democracia. Tenho pena de quem vive na cegueira que impede de enxergar a própria exploração. Vamos lutar até que um dia oprimido não se posicione do lado do seu irmão também oprimido e não do opressor. O grito entrou, protestou, cantou, orou e a repressão se desmoralizou. Que os repressores de hoje aprendam a lição que não podem amordaçar o povo.

Marleide Cunha, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Mossoró

FB_IMG_1504801306907

FB_IMG_1504801315102

Secretário de Rosalba “dá aula de democracia” ao impedir protesto no 7 de setembro

Dois flagrantes do autoritarismo do governo Rosalba Ciarlini na Prefeitura de Mossoró, durante o tradicional desfile de 7 de setembro.

No primeiro vídeo, o secretário de segurança, General Elieser Girão, impede o protesto de uma servidora do município, contra o aumento irrisório proposto pela prefeita Rosalba aos servidores, de 3,9%. A proposta foi rejeitada e a partir da próxima segunda-feira, os servidores do município de Mossoró estão em greve. A servidora foi retirada do local por agentes do GATE e disse que vai denunciar o General por agressão.

 

No segundo vídeo, o secretário bate boca com um cidadão, que exige respeito. Em tom de ameaça, o general diz: “Se o senhor não sabe o que é democracia, vai aprender aqui”.

 

Veja também