sexta-feira, 24 novembro, 2017.

Arquivos diários: 13 de novembro de 2017

Com Tarcisio Maia em greve, pacientes são enviados para UPAs que não tem nada

Adoecer em Mossoró nos próximos dias virou situação de risco total. Com os servidores da saúde em greve, os casos que não são de urgência estão sendo enviados para as UPAs do município. O problema é que nas Unidades de Pronto Atendimento não tem nada. Faltam insumos básicos como luvas e máscaras, até medicamentos como Decadron.

Quem tem sido atendido nas UPAs tem voltado para casa com a lista de medicamentos para comprar. Ou compra e retorna para que as enfermeiras apliquem.

A saúde vive momentos caóticos.

UPA-belo-horizonte-cc-61-660x330

Em novo inquérito, governador do RN é investigado por organização criminosa, peculato e lavagem de dinheiro

O Superior Tribunal de Justiça autorizou nesta segunda-feira (13) a abertura de um novo inquérito contra o governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), em um desdobramento da Operação Anteros. O Ministério Público Federal vai investigar o chefe do Executivo estadual pelos crimes de usura, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A decisão monocrática do ministro Raul Araújo, relator da ação penal número 880 (que apura obstrução de Justiça), determina que a Polícia Federal colha depoimento de 12 ex-servidores da Assembleia Legislativa do Estado. A Assembleia também será notificada para enviar cópia dos atos de investidura e desinvestidura desses servidores nos cargos ou funções e informações sobre pagamentos recebidos por eles.

Na última sexta-feira (10), o ministro havia rejeitado o pedido que o MPF fez para afastar o governador das suas funções e impedir o acesso dele tanto à sede do Governo, bem como à Assembleia, além de entrar em contato com outros investigados.

O ministro aponta na decisão que o inquérito “é um desdobramento da denominada Operação Anteros, executada em cumprimento a medidas de busca e apreensão e prisões temporárias deferidas nestes autos, com a finalidade de apurar o cometimento de obstrução da Justiça, mas, cujo material apreendido teria revelado indícios de outras práticas criminosas”.

G1 aguarda posicionamento do governador. Por meio de nota, a Assembleia Legislativa do RN afirmou apenas que ainda não foi notificada oficialmente sobre o pedido de informações de servidores feito pelo STJ.

A Operação Anteros foi deflagrada no dia 15 de agosto para apurar suposto crime de obstrução da Justiça por parte do governador Robinson Faria (PSD) e assessores deles. Na ocasião, além do cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram presos temporariamente Magaly Cristina da Silva e Adelson Freitas dos Reis, assistentes de confiança do governador. Essa operação já era um desmembramento da Operação Dama de Espadas, que investigou desvios de recursos da Assembleia Legislativa do RN no período em que Robinson era presidente da Casa.

Ré no caso, a ex-procuradora da ALRN, Rita das Mercês, fechou acordo de delação premiada e afirmou ao MPF que o governador era beneficiário do esquema, recebendo cerca de R$ 100 mil por mês. Ainda de acordo com Rita das Mercês e seus filhos, Robinson e seus assessores tentaram comprar o silêncio da família.

Por Igor Jácome, G1 RN

6081072

Técnicos da UERN dão ultimato ao governador Robinson Faria

Os servidores técnicos da UERN decidiram nesta segunda-feira, 13, dar mais um prazo para o governador Robinson Faria cumprir as promessas feitas ainda em 2015, e que colocaram fim à greve da categoria.

Além do pagamento dos salários em dia, os servidores querem a incorporação do auxílio-transporte, concedido em 2015 (com a promessa de que seria incorporado ao salário em 2016); a implantação do Plano de Cargos da categoria e a lei que regulamenta o auxílio-saúde, que já é concedido aos servidores.

O prazo dado pelos técnicos da instituição é de que, até 30 de novembro, os projetos sejam encaminhados à Assembleia Legislativa. A categoria também promete fazer pressão junto aos deputados para assegurar os direitos.

Se até a data não houver avanços, a categoria se junta aos professores da instituição, que já paralisaram as atividades, assim como a saúde.

 

Servidores do Estado ocupam governadoria e são agredidos

Vídeo: Mídia Ninja RN

Petras cobra segurança nos equipamentos públicos de Mossoró

O vereador Petras (DEM) solicitou reforço na segurança, principalmente nos equipamentos públicos de Mossoró, como Unidades Básicas de Saúde, escolas e hospitais. “Os funcionários têm medo de ir trabalhar. Todas as semanas acontecem novos casos de assaltos nos equipamentos públicos de Mossoró. Tanto a população quanto os funcionários estão a mercê da violência.”, destacou Petras.

O vereador pediu que a Prefeitura Municipal desenvolva, através da Guarda Civil Municipal, um trabalho para cuidar do bem público. “Precisamos do apoio da Guarda Municipal principalmente para proteger aqueles que trabalham e utilizam os equipamentos públicos. Nada tem sido feito para diminuir a violência nos equipamentos de saúde de Mossoró. Já sugerimos cercas elétricas, câmeras, algo que possa dar garantia para os funcionários e população.”, reforçou Petras.

Foto: Edilberto Barros

Veja também