sábado, 16 dezembro, 2017.

Arquivos diários: 5 de dezembro de 2017

Servidores mantém ocupação na Assembleia Legislativa do RN

Servidores da Saúde e professores da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, que estão em greve e ocupam a antesala da presidência da Assembleia Legislativa desde a tarde desta segunda-feira (4), ainda aguardam uma reunião com o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

O grupo quer que o chefe do Poder Legislativo intermedie uma reunião com o governador Robinson Faria (PSD) e com representantes do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, para discutir os atrasos salariais e projetos do governo que estão no Legislativo.

Os manifestantes passaram a noite no local e afirmam que não vão sair enquanto não tiverem os pleitos atendidos. “Tivemos uma reunião com alguns deputados e eles afirmaram que seremos atendidos pelo presidente”, informou Rosália Fernandes, diretora do Sindsaúde. Cerca de 15 pessoas ficaram dentro do palácio José Augusto, sede do Legislativo.

A entrada de novos sindicalistas foi impedida, porém um grande número de manifestantes que saiu em caminhada do viaduto do Baldo pelas avenidas do centro de Natal está concentrada em frente à sede da Assembleia Legislativa.

A principal pauta dos manifestantes é o pagamento dos salários em dia. Eles reclamam que o governo só deve concluir no próximo dia 13 o pagamento dos salários de outubro. “Nossas vidas estão muito difíceis, porque, além de estarmos sem reajuste salarial há seis anos, além dos salários atrasados, o governo ainda quer ampliar para 14% a contribuição previdenciária”, considerou Rosália.

Para os servidores, os temas envolvem não apenas o governo, mas também os demais poderes estaduais, que também devem se responsabilizar pela crise econômica. “Ela só não é dos servidores”, conclui a sindicalista.

(Por G1 RN – Foto: Sindsaúde/RN)

whatsapp-image-2017-12-05-at-11.49.35

Governo do RN dispensa licitação e concurso da PM vai custar R$ 1,4 milhão

O governo do Rio Grande do Norte publicou na edição desta terça-feira (5) do Diário Oficial do Estado um Termo de Dispensa de Licitação referente ao concurso público que deve ser realizado ainda este ano para praças da Polícia Militar.

Com a dispensa, ficou acertado que o Estado vai pagar R$ 1 milhão e 470 mil para o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE) prestar os serviços de organização e realização do concurso.

O Termo de Dispensa de Licitação foi assinado pelo secretário da Administração e dos Recursos Humanos Cristiano Feitosa Mendes.

Hoje, segundo a própria PM, existe um deficit de 5.792 policiais militares no estado.

Salário

Hoje, o salário de um soldado da PM no Rio Grande do Norte é de R$ 2.904 ao ser incorporado (nível 1). No caso de um aluno oficial, ele recebe no 1º ano de curso de aspirante a tenente R$ 4.486,68. Caso chegue a coronel, que é a patente mais alta na corporação, o salário a receber é de R$ 18.945,31. (Do G1 RN)

dsc_0180

Raios-x novo de R$ 1 milhão está parado em Mossoró

O caos administrativo que vive Mossoró está cada dia mais evidente na saúde, onde falta de tudo nas unidades básicas e UPAs.

Em mais uma denúncia recebida pela equipe do RN Mais, o Raios-x comprado na gestão Francisco José Jr. está parado na UPA do Belo Horizonte. Um investimento de R$ 1 milhão em um aparelho de última geração, que deveria tá servindo à população e se encontra “jogado” por falta de configuração, ao que diz o denunciante.

“Esse aparelho é muito mais moderno e trará um grande benefício a região, já que os pacientes não precisarão mais se deslocar ao Centro Clínico do Bom Jardim ou ao HRTM para realizar o procedimento”, disse o prefeito da época, Francisco José Jr.

Na mesma UPA também havia serviço de ortopedia, que foi retirado desde janeiro, quando a prefeita Rosalba Ciarlini assumiu a Prefeitura. Francisco José Jr. abriu a UPA do Belo Horizonte em 2014.

WhatsApp-Image-20160727

Prefeitura gasta R$ 400 mil com decoração e deixa terceirizados passando fome

Há meses sem receber o salário, servidores terceirizados da Prefeitura de Mossoró vivem situação delicada. Enquanto foi anunciado pela prefeita Rosalba Ciarlini (PP) um investimento de R$ 400 mil com a decoração natalina da cidade, profissionais passam fome sem receber o seu salário.

São diversas as manifestações nas redes sociais dos terceirizados cobrando o salário. Em uma delas, um servidor de nome Pedro Lucas, comentou: “Infelizmente, enquanto a população acha bonita uma praça toda iluminada e o resto da cidade por 400 mil reais, existem centenas de terceirizados que não sabem o que vão comer na ceia de Natal esse ano. Pais de família que não sabem como explicar aos seus filhos que esse ano não terá presente. Como explicar a sua esposa que não tem dinheiro para fazer a feira? Tudo isso porque a Prefeitura de Mossoró está a cinco meses sem pagar os servidores terceirizados. Infelizmente, muitos não sabem dessa realidade, pois a Prefeitura finge que o problema não existe. Maqueia esse problema ou até mesmo censura e persegue aqueles que tentam mostrar a cara. Mas, chega minha gente! Chega de hipocrisia, de falso moralismo, chega de fazer o povo de bobo. Chega de tanta desumanidade. A Prefeitura precisa ser consciente de suas responsabilidade, principalmente quando o assunto é a sobrevivência de diversas famílias. Deixo aqui meu desabafo, pois estou a 5 meses sem receber um centavo, morando de favor e não sei se amanhã terei dinheiro para comprar o pão do café da manhã. Prefeitura de Mossoró pare de marketing barato e resolva essa situação. Tudo tem limite!”.

Triste.

a-governadora-do-rio-grande-do-norte-rosalba-ciarlini-durante-encontro-dos-representantes-das-12-cidades-sedes-da-copa-do-mundo-da-fifa-2014-em-brasilia-df-1390589827841_956x500

Veja também