domingo, 21 janeiro, 2018.

Arquivos diários: 29 de dezembro de 2017

Retrospectiva 2017: Rosalba era idenfiticada como ‘Carrossel’ por delator da Lava Jato

Matéria de 11 de abril de 2017

O pacto para estancar a sangria parece não funcionar e escorreu para o RN. A partir da delação da Odebrecht, o ministro  Edson Fachin abriu investigação contra nove ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, entre eles os presidentes das duas Casas, ao todo são 83 decisões do magistrado do STF. No RN, os senadores potiguares José Agripino (DEM) e Garibaldi Alves Filho (PMDB), o deputado federal Fábio Faria (PSD), o governador Robinson Faria (PSD). e a prefeita de Mossoró e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) serão investigados.

Robinson Faria, Rosalba Ciarlini e Fábio Faria terão inquéritos aberto para apurar corrupção passiva, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Já os senadores Garibaldi Filho, José Agripino Maia e o deputado federal Felipe Maia terão inquéritos para responder por falsidade ideológica eleitoral.

Também serão investigados no Supremo um ministro do Tribunal de Contas da União, dois governadores e 24 outros políticos e autoridades que, apesar de não terem foro no tribunal, estão relacionadas aos fatos narrados pelos colaboradores. As investigações que tramitarão especificamente no Supremo com a autorização do ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, foram baseadas nos depoimentos de 40 dos 78 delatores.

Delação

Para relembrar: Gestão de Rosalba em Mossoró é destaque na Folha por empregar muitos parentes na administração

Para relembrar mais essa vergonha a nível nacional. Mossoró destaque na Folha de São Paulo pelo apadrinhamento da prefeita Rosalba. Matéria do dia 9 de janeiro de 2017.

Na pequena Montadas, cidade de 5.000 habitantes no agreste da Paraíba, quem tem o sobrenome Souza pode se considerar um felizardo.

Na gestão de Jonas de Souza (PSD), que acaba de tomar posse na prefeitura, sete dos nove secretários têm o mesmo sobrenome do prefeito. Todos parentes: a mulher, três irmãos, um tio e dois primos.

“É meu nome que está em jogo. Busquei pessoas capacitadas em quem eu realmente confio”, justifica Souza.

Assim como ele, outros prefeitos recém-empossados nomearam parentes para assumir secretarias. Por ser considerada uma nomeação política, a prática é permitida, de acordo com súmula do STF (Supremo Tribunal Federal).

As nomeações para a chefia de pastas aconteceram em cidades de médio porte, como Mossoró (RN) e Itabuna (BA), e em municípios menores. E contemplaram sobrenomes tradicionais da política, como os Rosado (RN) e os Donadon (RO).

Ex-governadora do Rio Grande do Norte entre 2011 e 2014, Rosalba Ciarlini Rosado (PP) assumiu a prefeitura de Mossoró nomeando parentes em 4 das 14 secretarias.

Carlos Eduardo Ciarlini Rosado virou secretário-chefe do Gabinete Civil e Lorena Ciarlini Rosado assumiu a pasta de Desenvolvimento Social. Ambos são filhos da prefeita.

Também foram contemplados parentes de outros políticos da família. Lahyre Rosado Neto, filho da ex-deputada Sandra Rosado, prima da prefeita, assumiu a pasta de Desenvolvimento Econômico. Para a Agricultura, foi nomeada Katherine Rosado, mulher do deputado federal Beto Rosado, sobrinho de Rosalba.

Em Rondônia, o clã Donadon vive situação semelhante em Vilhena, com a posse de Rosani Donadon (PMDB), mulher do ex-prefeito Melquisedeque Donadon.

A família ficou conhecida nacionalmente depois de Natan Donadon (então no PMDB), cunhado da nova prefeita, se tornar o primeiro deputado federal preso no exercício do mandato, em 2013. Ele responde por peculato.

O outro cunhado, Marcos Donadon, está foragido da Justiça desde abril de 2016 sob acusação de peculato. Mesmo assim foi um dos principais financiadores da campanha de Rosani, com uma doação de R$ 12 mil.

Ao tomar posse, a prefeita nomeou parentes para 5 das 16 secretarias da sua gestão. Dois deles são irmãos de seu marido: Raquel Donadon assumiu a Educação e Josué Donadon, a secretaria de Obras. Também ganhou uma vaga o irmão da mulher de Marcos Donadon, Rogério Medeiros, na Agricultura.

Outros dois secretários são parentes da própria prefeita: a irmã Ivete Pires assumiu a pasta de Integração Governamental e o sobrinho Sérgio Nakamura, a Fazenda.

FOLHAPRESS

rOSALBA3

Governo federal anuncia envio de 2 mil homens das Forças Armadas para o RN em 48 horas

O Ministério da Defesa anunciou nesta sexta-feira (29) o envio de 2 mil homens das Forças Armadas para reforçar o patrulhamento nas ruas do Rio Grande do Norte. Segundo o ministério, os primeiros 500 homens vão para o estado já nesta sexta. Os demais chegarão em até 48 horas.

O reforço das Forças Armadas será utilizado inicialmente na região de Natal, capital do estado, e de Mossoró. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, pode haver deslocamento para outras áreas em caso de necessidade. O reforço federal fica no estado, a princípio, por 15 dias, mas esse prazo pode ser prorrogado.

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte estão aquartelados desde a última terça-feira (19). Policiais civis trabalham em regime de plantão desde quarta (20). As categorias reivindicam, além de melhores condições de trabalho, o pagamento dos salários e 13º.

A paralisação das polícias gerou um onda de crimes em várias cidades do estado. Assaltos, arrombamentos e arrastões se repetem diariamente desde o dia 19.

“Hoje, até o fim do dia, nós teremos 500 homens que estarão atuando no patrulhamento ostensivo e na garantia da comunidade da região metropolitana de Natal, e também na de Mossoró. Nas próximas 48 horas, nós teremos deslocados aproximadamente 2000 homens, que serão utilizados de diversas unidades militares de estados próximos ao Rio Grande do Norte. Quero dizer que ao lado deles nós teremos o contigente de aproximadamente 190 homens da Força Nacional de Segurança que já se encontram num terreno do Rio Grande do Norte”, afirmou o ministro da Defesa.

Desde o início da crise na segurança, o governo federal enviou cem homens da Força Nacional para auxiliar no patrulhamento. Eles se juntaram aos 120 integrantes da Força Nacional que já atuavam no estado.

Essa é a segunda vez que as Forças Armadas vêm auxiliar na segurança do RN somente em 2017. Em janeiro, cerca de 1,8 mil homens integraram a operação Potiguar II para combater a onda de ataques criminosos que acontecia em várias cidades do estado.

Por G1 RN e do G1, em Brasília – Foto: Elias Medeiros

exercito

Governo Rosalba segue em ritmo de anúncios mentiroros

Na manhã de hoje o governador Robinson Faria recebeu o telefonema do presidente Michel Temer, avisando-o que enviará o exército para o Rio Grande do Norte, atendendo, assim, ao pedido do governador, que, sejamos justos, procurou desde o início essas forças de segurança para o Estado, embora tardiamente. Cerca de 3.000 homens do exército devem chegar ao Estado nas próximas 48h. Não se sabe ainda para onde irão e como será a divisão.

Pois não é que se aproveitando do momento a ‘prefeita da carta’ Rosalba Ciarline resolveu anunciar através das mídias sociais da Prefeitura que ELA tinha conseguido o reforço para Mossoró. Mais uma vez utilizando de má-fé, a gestão Rosalba mente para o cidadão.

Somente ontem, após quase uma semana de saques, roubos e mortes e pressão popular, a prefeita se pronunciou. Lembramos que a cidade contabiliza até agora 246 homicídios e só agora ela resolveu toda a situação enviando uma carta. No mínimo é querer brincar com a cara da população.

Em um ano não se conhece nenhum planejamento para a área de segurança da cidade. Pelo contrário, ao assumir à Prefeitura, Rosalba fechou diversos serviços abertos pelo seu antecessor, Francisco José Jr.

a-governadora-do-rio-grande-do-norte-rosalba-ciarlini-durante-encontro-dos-representantes-das-12-cidades-sedes-da-copa-do-mundo-da-fifa-2014-em-brasilia-df-1390589827841_956x500

Preço da gasolina e do diesel tem novos reajustes nas refinarias

O preço da gasolina e do diesel comercializados nas refinarias da Petrobras sofrerão novos reajustes. De acordo com a empresa, hoje (29) a gasolina sobe 1,7% e o diesel 1,1%.

Nesta semana, o preço dos combustíveis nas refinarias já haviam sido ajustados. Na quarta-feira (27), houve aumento de 1,1% no diesel e redução de 0,4% na gasolina. Ontem (28), também houve aumento de 0,9% no diesel.

As variações fazem parte do modelo de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

“Analisamos nossa participação no mercado interno e avaliamos frequentemente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias. Sendo assim, os ajustes nos preços podem ser realizados a qualquer momento, inclusive diariamente”, acrescenta a empresa.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível da página da estatal.

oficina-g1-combustivel

Veja também