Mulheres: Pioneirismo e bravura que não podemos esquecer ou negar

Quem nunca ouviu as histórias de bravura e pioneirismo das mulheres mossoroenses? Em 1875, 300 mulheres saíram pelas ruas da cidade em passeata, com o objetivo de protestar contra a obrigatoriedade do alistamento militar. Elas impediram seus maridos, pais e filhos de serem recrutados para lutar na Guerra do Paraguai, ato que ficou conhecido como o Motim das Mulheres.

Anos mais tarde, Celina Guimarães Viana, nascida em Mossoró, votou pela primeira vez em 25 de novembro, no ano de 1927. Professora, juíza de futebol, mulher atuante em Mossoró, foi a primeira eleitora inscrita no Brasil.

Mulheres bravas, guerreiras, que lutaram e entraram para a história por seus atos, e são exemplos para tantas gerações.

Hoje as mulheres continuam vencendo barreiras, derrubando preconceitos, realizando muitas atividades, desempenhando diferentes papéis em nossa vida. São mulheres, mães, filhas, amigas, companheiras, profissionais competentes que assumem todos esses papeis e ainda conseguem manter a doçura.

Hoje, 8 de março, é dia de homenagear todas as mulheres mossoroenses ou não. Uma data a ser comemorada todos os dias, afinal vocês mulheres são parte fundamental da nossa sociedade.women-1898499_960_720

São as mulheres que deixam o legado de independência e coragem para cada um de nós através de seu exemplo, mostrando que a força não está nos músculos, mas no caráter de cada um e no desejo de vencer.

Às mulheres da minha vida, tenho muito a agradecer, porque foram elas que ajudaram a moldar meu caráter como hoje ele é. Minha mãe, mulher corajosa, batalhadora e muito humana. Dispensa cuidados a todos através da sua bela profissão de Enfermeira.

Minha irmã, uma lutadora que se superou ao longo dos anos, mostrando que sua força e vontade de viver eram maiores do que tudo. Venceu seus próprios limites e hoje é uma mulher realizada e vitoriosa.

À minha companheira, minha amiga e esposa, por todo o amor dedicado à nossa família, por compartilhar comigo os ideais de justiça e dignidade que tanto prezo. Por estar ao meu lado em cada momento, dividindo o fardo das horas difíceis e comemorando comigo cada vitória.

A essas mulheres, àquelas que direta ou indiretamente participam da minha vida e àquelas que enfeitam o nosso Brasil, parabéns pelo seu dia. E obrigado, porque sem vocês não seria possível a continuidade da nossa sociedade.

Apenas uma data não é suficiente para que possamos retribuir tudo que fazem por nós. É importante que cada dia do ano estejamos todos juntos na luta para que todas as mulheres possam ter garantidos os seus direitos.

Precisamos mudar o alarmante quadro de violência sofrida pelas mulheres, violência que acontece na maioria das vezes dentro de seus lares. É nosso dever unirmos forças para proteger cada uma delas, afinal, a cada hora 5 mulheres morrem vítima de violência doméstica e a cada 11 minutos uma mulher e vítima de estupro.

Números assustadores que agridem não somente a classe feminina, mas toda nossa sociedade. É por isso que mais ações de proteção à mulher precisam acontecer, bem como garantir oportunidades de educação e emprego para elas, além de um suporte na saúde mais completo e eficiente.

As mulheres são nossa fonte de vida, inspiração, carinho e amor. Por isso a cada uma delas, nesse dia tão especial, deixo minha homenagem. E para todos os outros dias do ano, meu respeito e admiração.

Deixe uma resposta