Henrique ressurge ao lado de Rosalba em meio a nova denúncia de propina

Megadelatado, o ex-ministro e ex-deputado federal do PMDB, Henrique Alves, ressurgiu nesta quarta-feira, 19 de abril, em Brasília, ao lado da prefeita de Mossoró, igualmente delatada, Rosalba Ciarlini (PP), em audiência com o ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS), onde usou do seu prestigio junto ao Governo Temer para angariar recursos para realização do “Mossoró Cidade Junina”, em junho deste ano, e escolheu um péssimo momento para fazer isto, justamente no dia em que também é manchete nos principais veículos de comunicação do país, por supostamente ter sido favorecido em esquema da Odebrecht com o recebimento de R$ 2 milhões via Caixa 2 que foram usados por ele na campanha ao governo do Rio Grande do Norte em 2014.

Segundo os delatores, o próprio candidato à época, juntamente com o ex-deputado Eduardo Cunha, teria feito o pedido do dinheiro. A denúncia consta da chamada “lista secreta” do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin.

Na lista estão ainda o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro Antônio Palocci, o senador Edison Lobão (PMDB-MA) e o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), além de Henrique Alves (PMDB), dentre outros.

Já no encontro em Brasília, ao lado da prefeita Rosalba Ciarlini, do deputado federal Beto Rosado e dos secretários municipais Eduardo Falcão (Cultura), Aldo Fernandes (Planejamento) e Katherine Bezerra (Agricultura), Henrique Alves ouviu do ministro o compromisso de buscar a verba, apesar de não garantir, devido à crise financeira.

DO PORTAL Tribuna do Alto Oeste

Deixe uma resposta