Novas delações deverão envolver outros políticos do RN

O presidente da OAS, Léo Pinheiro, presta depoimento nesta quinta-feira (20) ao juiz Sérgio Moro. Além disso, executivos da Queiroz Galvão deverão prestar depoimento em breve.

Se as delações que já ocorreram no processo da Lava Jato caíram como uma bomba na classe política do Rio Grande do Norte, a proximidade de novas delações estão tirando o sono de políticos potiguares, inclusive de quem até agora não foi citado nas investigações. O principal motivo? a Arena das Dunas.

O maior esquema relacionado à Copa do Mundo foi revelado por executivos da Andrade Gutierrez. Eles contaram que houve um cartel entre as empreiteiras para combinar quem faria cada obra em oito dos estádios, fraudando as licitações. Agora, depoimentos de executivos da Odebrecht confirmam a existência deste conluio entre os construtores.

Ex-executivos da OAS relataram pagamento de propina para o senador Agripino Maia (DEM-RN) por ele ter influência na execução das obras. O objetivo seria superar entraves para obter empréstimo no BNDES. A denúncia de cartel feita pela Andrade Gutierrez ainda apontou que a obra ficou com a OAS após acerto entre as empreiteiras.

Quem mais estava envolvido no esquema? As delações irão revelar.

Deixe uma resposta