São João Solidário visa reforma de sala de quimioterapia infantil

 

A Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Mossoró (OAB Mossoró) realizará, no dia 4 de agosto, às 15h30, o seu IV São João Solidário. O evento acontecerá na Unidade Infantil da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR).

Toda a renda adquirida com o arraiá será destinada à reforma da sala de quimioterapia infantil da Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC). A reforma proporcionará mais conforto às crianças e adolescentes que lutam contra a doença.

De acordo com a onco-hematologista infantojuvenil, Edvis Serafim, iniciativas como a da OAB auxiliam no tratamento, pois a humanização é tão importante quanto a própria quimioterapia.

“A ação do voluntário para o tratamento de crianças em quimioterapia é muito importante, porque essas crianças precisam de uma assistência, de uma humanização para que elas se sintam bem e consigamsobreviver”, comenta. “Contamos sempre com a ajuda da comunidade, assim como da OAB, que está no seu IV São João Solidário e isso nos ajuda na humanização”, acrescenta.

Edvis Serafim destaca a influência de um ambiente adequado para o bem-estar dos pacientes. “Nós evitamos ao máximo o internamento das crianças em quimioterapia. Essas crianças chegam ao serviço às 7h00,normalmente são liberadas às 16h00, 17h00 e nesse tempo elas têm que ter um ambiente humanizado, onde elas se sintam bem, tenham televisão, brinquem. Um ambiente que seja a sua segunda casa, porque o tratamento de leucemia demora dois anos e meio, três anos. Então, é muito tempo para essa família no hospital, daí a importância do acompanhamento, da assistência do voluntário, porque o SUS nos dá a quimioterapia, mas ele não dá a assistência integral e a quimioterapia é tão importante quanto a assistência de humanização para que as crianças se sintam felizes e cheguem à cura”, complementa.

De acordo com a médica, hoje o câncer infantil tem um índice de cura de 70% a 80%, desde que seja realizado o diagnóstico precoce e que a criança disponha dessa humanização no serviço, o que vem melhorando através da ação do voluntariado. “Eu só tenho a agradecer”, finaliza.

A OAB Mossoró tem incentivado a classe de advogados e advogadas a realizarem as doações a fim de se alcançar o objetivo pretendido e com isso, permitir às crianças que passam por esse tratamento, um ambiente muito mais favorável à recuperação e restabelecimento da saúde.

 

Deixe uma resposta