quarta-feira, 28 junho, 2017.
Mossoró

Mossoró

Unidade de Saúde de Mossoró suspende marcação de exames e consultas médicas

Os moradores do bairro Barrocas não estão conseguindo marcar consultas para especialidades médicas devido a um bloqueio do número de registro da Unidade Básica de Saúde Dr. Ildone Cavalcante de Freitas no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

De acordo com o diretor da Unidade, Antonio Jales, o bloqueio se deu por causa de um problema no sistema. “Quando vamos fazer a marcação, o sistema trava e não conseguimos”. Segundo ele, a secretaria de saúde está trabalhando para resolver a questão, devendo ser normalizado até a próxima segunda-feira (3).

A reportagem do RN Mais entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Mossoró, para saber o motivo do bloqueio, mas não obteve resposta.

“Enquanto Lairinho está perdido no Desenvolvimento Econômico, Alex Moacir se perde como líder do governo”

Das galerias da Câmara Municipal de Mossoró ouvem-se os ecos da avaliação do desempenho do ex-vereador Lairinho Rosado como titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município, bem como do vereador Alex Moacir, como líder da bancada da prefeita na Câmara.

O ex-vereador Lairinho Rosado abriu mão de sua cadeira na Câmara em prol da recondução de sua mãe, vereadora Sandra Rosado, a um cargo eletivo. Enquanto era vereador, embora pouco participasse das sessões, era considerado o articulador da oposição e não abria mão da ironia em seus discursos ou apartes. Curiosamente, as cobranças vorazes deram lugar a uma mera figura decorativa para a prefeita Rosalba Ciarlini.

Após o acordão dos Rosados para as eleições de 2016, Sandra foi eleita vereadora e Lairinho assumiu a secretaria de desenvolvimento social. O ex-vereador tem sido alvo de muitas críticas já que até agora não conseguiu implementar nenhuma ação na secretaria, que era um de seus principais alvos na gestão passada. Agora, o filho de Sandra precisa encontrar urgentemente uma forma de reverter a acentuada queda no número de empregos registrada no período em que está como titular da pasta.

Enquanto isso, o líder da prefeita na Câmara, vereador Alex Moacir, ganhou fama de bom secretário na gestão Fafá Rosado, quando era o titular da pasta de Serviços Urbanos. Conhecido por ser proativo e resolutivo, Alex não tem se mostrado muito à vontade para defender a prefeita dos problemas que ela não consegue resolver.

Talvez o desconforto do vereador se deva ao conhecimento técnico e experiência que obteve ao longo dos anos e à falta de espaço na gestão para dar a sua contribuição técnica, comportando-se como mais um fantoche nas mãos da prefeita. O descontentamento do líder da situação é tamanho que pode ser facilmente percebido em sua postura no plenário e nas declarações vazias na tentativa de justificar a falta de competência da gestão.

MPRN pede afastamento da diretora da cadeia pública de Mossoró

A 19ª Promotoria de Justiça de Mossoró expediu recomendação pedindo à Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) o afastamento da diretora da cadeia pública de Mossoró, Aurivaneide Lourenço Cabral, por não atender os requisitos legais para o cargo.
A medida baseia-se no artigo 75 da Lei de Execução Penal, que define as exigências para ocupante do cargo de diretor de unidade prisional. Entre elas está a necessidade de diploma de nível superior nas áreas de Direito, Psicologia, Ciências Sociais, Pedagogia ou Serviços Sociais.
Dessa forma, o Ministério Público recomenda que a Sesed promova o afastamento e adote providência para substituição imediata no cargo por profissional que atenda a todos os requisitos exigidos pela Lei de Execução Penal.
Confira aqui a íntegra a recomendação.

Pacientes dormem na fila por consulta em posto de saúde na zona rural de Mossoró

Quem precisa de atendimento na Unidade Básica de Saúde da Maisa, zona rural de Mossoró, precisa dormir na fila para conseguir uma ficha para médicos e dentistas.

A denúncia foi feita pelo vereador Petras Vinícius, que visitou a comunidade na noite desta segunda-feira (25) e encontrou, por volta das 22h, um grupo de pessoas já acomodadas em cadeiras e redes esperando a abertura da unidade no dia seguinte, às 7h.

A Prefeitura de Mossoró reduziu o número de equipes do Programa Saúde da Família (PSF) na comunidade e atualmente existe apenas uma equipe para atender todo o polo da Maisa, que compreende uma população de aproximadamente 5 mil pessoas.

Ex-candidato a vereador é assassinado na zona rural de Mossoró

Antônio Soares Filgueira, “Raul” de 42 anos de idade, natural da cidade de Ipanguaçu e residente no Assentamento Oziel, próximo a Maísa, no município de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi morto numa emboscada no final da noite de segunda feira, 26 de junho.
Raul, era agricultor e desenvolvia a atividade de Apicultor “criador de abelhas para produção de mel” foi morto quando retornava do seu lote de terra, por volta de 23 horas.
Segundo informações, ele retirou as caixas para coletar o mel durante o dia e a noite teria ido ao lote devolver as caixas para uma nova produção e foi morto quando retornava.
Uma senhora, sócia de Raul, disse que ouviu cerca de 05 disparos, mas só deu importância, quando percebeu a chegada de um animal com a carroça que estava sendo usada por ele para transportar as caixas com o mel. Ela estranhou e com a ajuda de vizinhos, localizaram o mesmo caído e já sem vida no portão de entrada para o local das abelhas. Ele ainda estava com a roupa de proteção contra abelhas.
O local fica distante cerca de 1 km da vila e a vítima esteva sozinha. Ninguém sabe o que pode ter acontecido. A polícia e família não descartam a possibilidade de crime de vingança.
Ele havia sido absolvido, há cerca de 10 anos, da acusação de um crime de homicídio, lá mesmo na região da Maísa, mas segundo informações, Raul era uma pessoa bem relacionada, muito conhecido em toda região da Maísa, onde tinha sido candidato a vereador em 2016, pelo Partido dos Trabalhadores.
O Câmera

Veja também