Natal recebe helicóptero; Mossoró o Ronda Cidadã

O governador Robinson Faria (PSD) inaugura neste sábado, 18, em Mossoró a primeira unidade do projeto Ronda Cidadã, que pretende ser o cartão postal do restante de sua gestão. A cidade receberá dois veículos, seis motocicletas e uma base móvel. Os agentes que vão operacionalizar o serviço foram treinados, mas o Estado não falou em aumento do efetivo.

Na quinta-feira, 16, o secretário-adjunto da Segurança no Estado, Raimundo Florêncio, confirmou que o Rio Grande do Norte está atuando com metade dos homens necessários para garantir a segurança. Isso na Polícia Militar, porque a Civil não tem 30% do efetivo suficiente.

O Ronda Cidadã é o primeiro grande avanço do “governo da segurança”, mas parece muito pouco diante do aparato a serviço da capital. Segundo matéria do próprio governo, a Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) enviou para lá, no último dia, 14, um helicóptero para apoiar as operações realizadas dentro do Plano Nacional de Segurança Pública.

Helicóptero_Força Nacional
Helicóptero está atuando em Natal com outros 120 homens da da Força Nacional

A aeronave será utilizada de acordo com a necessidade das forças de segurança estaduais, que estão atuando em parceria com os 120 integrantes da FNSP que estão na cidade desde o dia 15 de fevereiro – parte do efetivo chegou nos últimos dias. Para as ações com o helicóptero, o Ministério da Justiça enviou uma equipe do Grupamento Aéreo da Força Nacional, que inclui 23 homens da Polícia Judiciária e 6 peritos.

Ninguém sabe o motivo de todo este aparato ficar exclusivo para Natal, enquanto a região Oeste se torna alvo fácil da bandidagem. Em Mossoró, vários carros tomados de assaltos por dia, uma chacina com cinco vítimas jovens, um carro-forte explodido, tudo numa só semana. No resto do Oeste, uma dezena de agências bancárias foram destruídas pelos bandidos e a única resposta que está chegando de fato nesta região é o Ronda Cidadã para Mossoró.

Durante audiência pública na Câmara Municipal de Mossoró, agentes de segurança e representantes do Judiciário revelaram números assustadores. A situação da Polícia Civil no Estado é de quase lástima, ainda assim o governo continua priorizando apenas uma parte do território potiguar.

Deixe uma resposta