Deputados aprovam auxílio-saúde de servidores da UERN. Regulamentação agora depende de Robinson

A Assembleia Legislativa do RN aprovou, por unanimidade, o auxílio-saúde dos servidores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Esse era um dos pontos da pauta de reivindicações dos servidores técnicos, que optaram por dar um voto de confiança ao Governo do Estado e decidiram manter as atividades, apesar da greve dos professores.
O auxílio é concedido a todos os servidores da UERN, ativos e aposentados. Agora o projeto segue para a Governadoria, onde depende da sanção do governador Robinson Faria para tornar-se lei. O prazo dado pelo Ministério Público para que o auxílio seja regulamentado termina em 2017.
Já os professores, continuam em greve há mais de um mês. Uma reunião entre os professores e os servidores estaduais da Saúde com o governador Robinson Faria na próxima sexta-feira, 15. O encontro ainda não teve a hora confirmada, mas uma manifestação em Natal com docentes que não estão mais na ativa.
Tanto os servidores da Saúde quanto os professores da UERN reclamam dos atrasos salariais que vêm ocorrendo desde o ano de 2016, além da falta de um calendário de pagamento. Os docentes também reivindicam que os aposentados da instituição permaneçam na folha de pagamento da Universidade.

Deixe uma resposta