Mesmo após pagamento de 70% da folha, servidores continuam acampados

Não há acordo. Mesmo depois que o Prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior, anunciou que já havia efetuado o pagamento de aproximadamente 70% da folha de pessoal e que os valores estariam disponíveis para saque no início da semana, os manifestantes acampados na sede do Poder Executivo continuam com o movimento que cobra exatamente o pagamento dos salários.

De acordo com o prefeito, o restante da folha será pago a partir da próxima semana, à medida em que a Prefeitura venha a receber os recursos financeiros. A expectativa é de que o restante da folha da educação seja pago já na próxima semana, com o restante dos recursos do FUNDEB. Quanto ao pagamento do 13º salário, o município já realizou o pagamento de aproximadamente 80% dos servidores no decorrer do ano, uma vez que o benefício é pago no mês de aniversário do servidor.

ocupacaopmm
Manifestantes ocuparam a Prefeitura na última quinta, 8

No final da tarde desta sexta-feira (9) o chefe de gabinete da Prefeitura recebeu a confirmação da Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró, Marleide Cunha, de que o sindicato iria continuar com o movimento. Ela alega que o pagamento se dará de forma parcelada e não satisfaz a categoria.

Atraso de pagamento – Foi-se o tempo em que o serviço público era sinônimo de pagamento em dia. Em maio deste ano, 576 prefeituras do país estavam com o pagamento da folha atrasada devido à crise que atinge de forma intensa estados e municípios, sendo que 11% delas tinham atraso superior a seis meses.

Em Mossoró, medidas enérgicas de redução de gastos foram tomadas pelo Prefeito para evitar o atraso, mesmo assim, desde o mês de setembro, a Prefeitura não tem conseguido realizar o pagamento até o quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado, conforme o que determina a legislação.

A ocupação da sede do Poder Executivo se deu quando o sindicato não aceitou que a folha de servidores comissionados fosse paga antes dos servidores efetivos. A Prefeitura justificou que para pagar a folha de comissionados, é necessário aproximadamente R$ 1 milhão, contra R$ 21 dos servidores efetivos, e que o pagamento foi feito antes devido à disponibilidade financeira do município, que pagou também a folha de aposentados, diárias operacionais das BICs e plantões da saúde.

Deixe uma resposta