terça-feira, 24 Abril, 2018.

Arquivos diários: 3 de Janeiro de 2018

PM e Polícia Civil do RN mantêm greve mesmo após anúncio de pagamento de salários de novembro

A Polícia Militar e a Polícia Civil permanecem em greve, mesmo diante do anúncio de pagamento dos salários do mês de novembro feito pelo governo do estado nesta quarta (3). As categorias pedem, além do pagamento dos salários, melhores condições de trabalho. O governo do estado ainda não tem definição sobre o pagamento de dezembro e do 13º.

O estado enfrenta paralisação de policiais militares desde o dia 19 de dezembro e de policiais civis desde 20 de dezembro. Na tarde desta quarta, PMs se reuniram e decidiram manter a greve. Policiais civis se reuniram com a secretária de Segurança, Sheila Freitas, e também decidiram manter a paralisação.

No dia 31 de dezembro, o desembargador Cláudio Santos determinou que os comandantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e o delegado-geral da Polícia Civil prendam os policiais responsáveis por incitar, defender ou provocar a paralisação. Até esta quarta-feira (3) ninguém havia sido preso, apesar da continuidade da greve.

Nem a delegada-geral, Adriana Shirley, nem o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Osmar Azevedo, nem a secretária de Segurança Pública, Sheila Freitas, quiseram comentar o descumprimento da decisão judicial que ordenou a prisão dos grevistas.

Uma decisão do TJRN, do dia 24 de dezembro, já havia considerado a paralisação ilegal. Em abril de 2017, o Supremo Tribunal Federal decidiu que greve de polícia e de agente penitenciário é sempre ilegal.

Na manhã desta quarta, 27 viaturas da Polícia Militar aguardavam conserto em uma oficina de Natal. Apenas dois mecânicos trabalhavam nos reparos dos carros. “A partir do movimento ‘Segurança com segurança’ as viaturas começaram a ser consertadas e algumas já estão circulando”, disse Roberto Campos, presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM.

Após a decisão de mandar prender quem defendesse a greve, alguns policiais militares começaram a voltar ao trabalho. Porém, de acordo com as associações representativas da categoria, nesta quarta (3), 80% dos PMs que atuam na Grande Natal permanecem sem trabalhar. Na região Oeste do estado, 70% do efetivo está parado.

Além da condição precária dos veículos, os PMs alegam que trabalham com coletes à prova de balas vencidos, sem munição e até farda compram com o próprio dinheiro.

Também nesta quarta, policiais civis se apresentaram na Delegacia Geral de Polícia (Degepol), com algemas em punho, para serem presos, mas nenhum deles foi efetivamente detido.

Sem policiamento, houve aumento de roubos e arrombamentos no RN. O governo federal enviou 2,8 mil homens e mulheres das Forças Armadas, no último final de semana, para reforçar a segurança no estado.

Ao longo dos 15 dias de paralisação, foram registradas 101 mortes violentas no Rio Grande do Norte. A média é de 6,7 pessoas mortas por dia. É praticamente a mesma média do ano todo, que teve 2.405 assassinatos.

Por Fernanda Zauli e Rafael Barbosa, G1 RN – Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

whatsapp-image-2018-01-03-at-14.49.32

“Neguinho” baleado em Tibau na tarde de hoje morre no Hospital Tarcísio Maia em Mossoró

Francisco José da Silva, “Neguinho“, 26 anos de idade, morador de Tibau, baleado na taede de hoje (03) durante um atentado a tiros em um bar naquele cidade litorânia do oeste Potiguar, morreu agora a pouco no Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró/RN.

Além dele, outras duas pessoas foram atingidas pelos disparos, que segundo a polícia eram direcionados à Francisco José da Silva, o Neguinho.

As vítimas foram socorridas por três ambulâncias para o Hospital Tarcísio maia em Mossoró. Neguinho como era mais conhecido e que segundo a polícia era o alvo dos atiradores, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu horas depois de chegar ao HRTM.

Este foi o Primeiro homicídio registrado em Tibau neste início de ano. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil do município.

Texto e foto: blog Fim da Linha

498f8899839784597ddbce7429715e45

Líder da oposição afirma que gestão de Rosalba é mil vezes pior que a de Silveira

Em entrevista ao Meio-Dia Mossoró (95 FM), o líder da bancada de oposição Genilson Alves (PMN) comparou o primeiro ano da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) com o do antecessor Francisco José Junior (sem partido). Segundo ele, a atual gestão é “mil vezes pior”.

Ele justificou que nos primeiros três meses, na famosa interinidade, o ex-prefeito abriu a UPA do Belo Horizonte e imprimiu um ritmo administrativo que lhe garantiu a vitória no pleito suplementar.

Já Rosalba fechou as BICs e provocou uma fila de mais de 2.000 pessoas para as cirurgias eletivas.

Ao falar sobre a ausência de desgaste da prefeita, Genilson fez uma analogia: “O eleitor de Rosalba parece aquela moça que apresenta o namorado a mãe e quando descobre que ele não é quem imaginava mantém o discurso com vergonha. O eleitor transformou a prefeita na esperança e agora fica em casa envergonhado”.

Do blog do Barreto

WhatsApp-Image-2018-01-03-at-14.12.20

Folha de novembro será concluída no próximo sábado

O Governo do RN encerrará a folha de pagamento do mês de novembro no sábado, dia 06/01, pagando os salários de quem ganha acima de R$ 4 mil.
O Governo permanece com o trabalho para a confirmação de receitas para anunciar os pagamentos de dezembro e 13º salário o mais breve possível.

dinheiro-salário

Preço da gasolina diminui e do diesel sobe hoje nas refinarias

O preço da gasolina comercializada nas refinarias diminui 0,1% nesta quarta-feira (3), de acordo com informação divulgada pela Petrobras. O diesel, por sua vez, aumenta de 0,6%. É a primeira variação de preço dos dois combustíveis em 2018. A última oscilação ocorreu no sábado (30 de dezembro), quando a gasolina aumentou 1,9% e o diesel 0,4%.

As variações de preço fazem parte do modelo de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

“Analisamos nossa participação no mercado interno e avaliamos frequentemente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias. Sendo assim, os ajustes nos preços podem ser realizados a qualquer momento, inclusive diariamente”, acrescenta a empresa.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet.

Por Agência Brasil – Marcelo Camargo/Agência Brasil

1103826-mcam_edit_03011807025

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com