terça-feira, 24 Abril, 2018.

Arquivos diários: 4 de Janeiro de 2018

Governo do RN anuncia venda de ativos e demissões

Governo do Rio Grande do Norte quer vender o Centro de Convenções, o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), o Centro de Turismo e a Central de Abastecimento (Ceasa). Com as medidas anunciadas nesta quinta-feira (4) o governo pretende equilibrar as finanças do estado.

O Executivo informou ainda que pretende vender ações da Companhia Potiguar de Gás (Potigás) e demitir comissionados. Todas as ações foram anunciadas após uma reunião entre os representantes do Governo e da bancada federal do Rio Grande do Norte, realizada durante a tarde. As proposições dependem de aprovação na Assembleia Legislativa.

Na ocasião, os secretários expuseram a situação financeira do Estado para os parlamentares e debateram proposições de soluções para se recuperar da crise.

O secretário Planejamento e Finanças, Gustavo Nogueira, disse que as receitas de 2017 foram 1,57% menores do que em 2016. Segundo ele, em relação a 2014, as receitas diminuíram 5,25%. Ainda de acordo com Nogueira, a folha de pessoal do Estado, em contrapartida, cresceu 23,45% de janeiro de 2015 para cá.

Sendo que, no mesmo período, a folha de inativos cresceu 78,6% enquanto que a folha de ativos diminuiu – 6,75%. O secretário afirma que hoje o valor da folha de inativos e pensionistas é maior do que a de ativos, o que causa um desequilíbrio na previdência. O Estado do RN tem 1,05 servidor ativo para cada inativo. Entre os inativos e pensionistas, 17,14% contribuem para a previdência.

Outras medidas

Além das vendas de ativos, o Governo anunciou a demissão de servidores com acúmulo de cargos, redução de cargos comissionados, demissão de celetistas aposentados e demissão de servidores não-concursados.

O Poder Executivo também disse que vai publicar decreto para suspender a concessão de licenças-prêmio, e atualizar a avaliação de imóveis do Fundo Garantidor das PPP’s do Estado para posterior avaliação e a extinção de celulares funcionais e redução de carros oficiais.

De acordo com a assessoria de imprensa do Governo do Estado, o governador Robinson Faria vai convidar a bancada de deputados estaduais, na próxima semana, para que eles acompanhem a mesma exposição e conheçam os projetos que serão encaminhados à Assembleia Legislativa.

Crise na Segurança

O estado enfrenta paralisação de policiais e bombeiros militares desde o dia 19 de dezembro e de policiais civis desde 20 de dezembro. Nesta quinta (4), policiais militares entregaram um documento ao comando da PM e à Secretaria de Segurança com várias reivindicações.

No dia 31 de dezembro, o desembargador Cláudio Santos determinou que os comandantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e o delegado-geral da Polícia Civil prendam os policiais responsáveis por incitar, defender ou provocar a paralisação. Até esta quarta-feira (3) ninguém havia sido preso, apesar da continuidade da greve.

Nem a delegada-geral, Adriana Shirley, nem o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Osmar Azevedo, nem a secretária de Segurança Pública, Sheila Freitas, quiseram comentar o descumprimento da decisão judicial que ordenou a prisão dos grevistas.

Por G1 RN – Foto: Demis Roussos/Secom

reuniao-bancada-federal-demis-roussos-1-

Segundo homicídio do ano em Mossoró

Por volta das 19h50 desta quinta-feira, 4 de janeiro, O COPOM registrou o segundo homicídio de 2018, em Mossoró.
A ação ocorreu em uma rua projetada, no Alto da Pelonha.
A vítima foi identificada até o momento como Bené. Ele foi morto a tiros.
Foto: Passando na Hora
a1

Preços da gasolina e do diesel diminuem hoje nas refinarias

Os preços da gasolina e do diesel – comercializados nas refinarias – recuaram hoje (4) 1,4% e 1,9% respectivamente, de acordo com informação da Petrobras. Ontem (3) a gasolina havia diminuído 0,1% e o diesel aumentado 0,6%.

Para esta sexta-feira (5), a Petrobras anunciou também nova variação nos preços: a gasolina terá uma redução de 0,9% e o diesel subirá 1,2%.

As variações de preço fazem parte de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet.

Aécio Amado – Repórter da Agência Brasil

1103826-mcam_edit_03011807025

Agiota encontrado morto com marca de tiro na cabeça na zona rural de Areia Branca

A equipe de plantão no Instituto Técnico-Cientifico de Pericia, “Itep” Unidade Regional Mossoró foi acionada na manhã de hoje, 04 de janeiro, para a zona rural de Areia Branca, com a informação de acidente de trânsito com um vitima no local. O corpo de um homem teria sido encontrado no meio de uma estrada carroçável, próximo a Comunidade de Benfica ao lado de uma bicicleta.

Só com a chegada da equipe de pericia criminal foi possível identificar que Carlos Alberto Rodrigues Xavier de 56 anos de idade residente na Rua Fortaleza bairro Nordeste em Areia Branca, não morreu de acidente de transito, mas foi assassinado com um disparo na cabeça. O corpo foi encontrado no meio da via e ao lado de uma bicicleta.

Uma senhora da família chegou ao local e fez o reconhecimento de Carlos Alberto, e segundo a mulher, ele não teria motivos para ter ido àquele local. Ela acredita que o irmão foi levado e morto e não descarta a possibilidade de crime de latrocínio, já que o mesmo emprestava dinheiro a juros. Aparentemente só o celular da vitima foi levado pelos criminosos.

O corpo foi removido para exames na sede do Itep em Mossoró e será liberado mediante comparecimento de familiares na sede do órgão.

Texto e foto: blog Fim da Linha

3078a8429f1bed893ff0a7b66dc474d1

Maior barragem do RN entra em volume morto

A crise hídrica que afeta o Rio Grande do Norte – a pior da história – está cada vez mais grave. Nesta quarta (3), o maior reservatório potiguar, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que comporta até 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, chegou a 11,74% de sua capacidade e entrou no chamado volume morto – nome que se dá à reserva de água mais profunda das represas, que fica abaixo dos canos de captação que normalmente são usados para retirar água.

Segundo o Instituto de Gestão das Águas do Estado (Igarn), estava sendo liberada uma vazão de 5 metros cúbicos por segundo. Hoje, a barragem só consegue liberar 4,36 metros cúbicos. Se assim continuar, a previsão é que só haverá abastecimento pelos próximos 30 ou 45 dias. Quarenta municípios dependem diretamente das águas da Armando Ribeiro.

Diretor-presidente do Igarn, Josivan Cardoso explica que, apesar da situação, o governo estadual está fazendo o possível para manter as reservas ainda existentes e o abastecimento das cidades. “Ações de monitoramento, controle e fiscalização implantadas pelo Igarn proporcionam ainda manter os sistemas em operação, mesmo que dentro de racionamentos e rodízios”.

Contudo, Josivan ressalta que é importante que a população faça o consumo sustentável da água, “tanto para garantir a continuidade do abastecimento das cidades que ainda não estão em colapso, quanto para ajudar na recarga dos reservatórios quando as chuvas tiverem início”.

Seca histórica

O primeiro relatório de 2018 também revela que nunca os níveis de armazenamento dos reservatórios potiguares estiveram tão baixos. A disponibilidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4.411.787.259 metros cúbicos. Em 2011, devido ao bom período chuvoso, o índice chegou a 89,52% de sua capacidade. Agora, inicia o ano com 11,24%, índice registrado na última medição de 2017.

  • Dos 47 açudes ou barragens monitorados pelo órgão, que são os que possuem capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos de água, 16 estão totalmente secos (34,04%) e outros 19 em volume morto (40,42%).
  • Dos 167 municípios potiguares, 153 estão em calamidade por causa da seca. Isso significa 92% do estado. Deste total, 14 cidades estão em colapso no abastecimento, ou seja, sem água nas torneiras.
  • Em outras 84, a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) criou sistemas de rodízio para garantir o mínimo de fornecimento. E os prejuízos, segundo o governo, já passam dos R$ 4 bilhões por causa da redução do rebanho e do plantio.

Cidades em colapso:

  • Luis Gomes, desde outubro de 2011
  • Tenente Ananias, desde agosto de 2014
  • João Dias, desde novembro de 2014
  • São Miguel, desde janeiro de 2015
  • Pilões, desde março de 2015
  • Rafael Fernandes, desde novembro de 2015
  • Paraná, desde dezembro de 2015
  • Francisco Dantas, desde fevereiro de 2016
  • Marcelino Vieira, desde fevereiro de 2016
  • Almino Afonso, desde março de 2016
  • José da Penha, desde novembro de 2016
  • Marcelino Vieira, desde fevereiro de 2016
  • Cruzeta, desde setembro de 2017
  • Jardim do Seridó, desde outubro de 2017
  • Santana do Matos, desde dezembro de 2017

Armando Ribeiro

Maior reservatório do Rio Grande do Norte e o segundo do Nordeste, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves tem suas comportas localizadas na cidade de Itajá, no Vale do Açu, e capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos de água. Estava com 286,3 milhões de metros cúbicos no relatório do dia 28 de dezembro do ano passado, o que representava 11,93% do volume máximo. Agora, de acordo com a medição feita nesta quarta (3), o nível baixou para 281,8 milhões, ou seja, 11,74% da capacidade.

coloração esverdeada das águas que saem da barragem já começa a chamar a atenção. Porém, o Igarn disse que a população pode ficar tranquila, já que a vazão que sai da barragem ainda vai passar por tratamento antes de chegar às torneiras. No entanto, ainda não se pode afirmar até quando será possível garantir a qualidade dessa água.

Esta é a primeira vez, desde que foi inaugurada, em 1983, que a Armando Ribeiro entra em volume morto.

Santa Cruz

A segunda maior barragem potiguar é a de Santa Cruz. Fica em Apodi, na região Oeste do estado. Ela tem capacidade total de 600 milhões de metros cúbicos, mas atualmente possui pouco mais de 87 milhões de acordo com monitoramento feito no 1º dia de 2018. O nível, que representa 14,57%, se manteve com a nova leitura feita nesta quarta.

Umari

Também na região Oeste fica a cidade de Upanema. Lá está a Barragem de Umari, a terceira maior do estado. A capacidade total é de 292,8 milhões de metros cúbicos, mas o volume atual é de 41,2 milhões de metros cúbicos, o que representa um volume de 14,1% de acordo com a medição feita no dia 2 deste mês.

Torneiras vazias

No final de 2017, o G1 visitou a cidade de Santano do Matos, no ‘coração’ do Rio Grande do Norte. A cidade foi a mais recenete a entrar na lista das que estão em colapso. Com as torneiras vazias, é precisa recorrer a chafarizes para ter o que beber.

Esperança

As previsões para 2018 são um alento, mas não garantias. Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), o estado deve ter chuvas acima da média ano que vem, mas nada suficiente para encher os grandes reservatórios. Caso contrário, o sofrimento das marias e de quase toda a população do estado não tem como diminuir.

Por Anderson Barbosa, G1 RN – Foto: Anderson Barbosa/G1

leito-rachado-e-peixes-mortos.-este-e-o-cenario-do-acude-rio-da-pedra-reservatorio-que-abastece-santana-do-matos armando-1

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com