terça-feira, 24 Abril, 2018.

Arquivos diários: 12 de Janeiro de 2018

Governo do RN suspende concursos para PM e Polícia Civil

Os concursos para a Polícia Militar e para a Polícia Civil do Rio Grande do Norte foram suspensos e não têm previsão de serem realizados. De acordo com a Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos do Estado (Searh), o concurso da Polícia Civil não vai acontecer por falta de previsão orçamentária e o da PM não tem data para acontecer porque o processo está aguardando definição por parte do governo.

A Searh diz que não há como criar novas vagas para o quadro Estado diante das dificuldades orçamentárias vividas atualmente pelo Governo.

Desde o ano passado, o Poder Executivo do RN tem tido dificuldades para pagar a folha de pessoas, o que tem gerado protestos entre diferentes categorias de servidores.

Com relação ao concurso para a área da Saúde, que teve edital lançado na semana passada, não há alteração. Ainda segundo a Searh, o certame servirá para substituir por servidores os cargos que atualmente são ocupados por profissionais de cooperativas, terceirizados. De acordo com a Secretaria, em alguns casos a substituição gera economia ao Estado.

Concurso PM e Civil

O governo do Rio Grande do Norte publicou na edição do dia 5 de dezembro de 2017 do Diário Oficial do Estado um Termo de Dispensa de Licitação referente ao concurso público que seria realizado ainda este ano para praças da Polícia Militar. Hoje, segundo a própria PM, existe um deficit de 5.792 policiais militares no estado. A expectativa era de que o concurso preenchesse mil vagas.

Em março do ano passado, o Governo anunciou concurso para preenchimento de 142 vagas na Polícia Civil, sendo 25 vagas para delegado, 106 vagas para agente e 11 vagas para escrivão de polícia.

Por G1 RN – Foto: Polícia Militar do RN

pms

Greves na Uern chegam a 382 dias com Rosalba e Robinson

Hoje, 12 de janeiro de 2018, os professores da Universidade do Estado do RN (UERN) totalizam 382 dias parados. Número representa quase dois anos (quatro semestres) de período letivo sem aulas. Um prejuízo incalculável para milhares de alunos, quem realmente paga o “pato”.

A soma refere-se aos últimos sete anos.

O feito não deve ser creditado apenas ao atual chanceler da instituição, governador Robinson Faria (PSD). Entretanto ele já possui dois recordes nessa relação com a Uern.

Em sua gestão ocorreu a maior greve (147 dias, em 2015) e o maior tempo cumulativo de paralisações também.

O atual movimento grevista – iniciado em 10 de novembro de 2017 – chegou a 63 dias. Assim, a soma das duas paralisações atinge 210 dias. Por enquanto.

Com a ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) foram duas greves: a primeira, com 106 dias; a seguinte, 66. Então, 172 dias de braços cruzados. No cômputo geral, 382 dias sem aulas.

Na quarta-feira (10), os técnicos-administrativos da Uern resolveram entrar em greve também, reforçando o movimento do professorado. Em novembro, tinham rejeitado a proposta de paralisação.

Segundo pregação do comando de greve da Associação dos Docentes da Uern (UERN), essa é uma “greve por dignidade” – ao cobrar pagamento de salários em dia e maior respeito à instituição. Implicitamente, admitiu que há considerável possibilidade de atingir o mesmo resultado da anterior: nada.

A atual greve foi aprovada em assembleia, sob o argumento que o professorado iria participar de uma ampla mobilização de servidores das administrações direta e indireta do estado. Puro sofisma. Não foi o que aconteceu.

Apenas parte ínfima da Saúde e os uernianos foram à luta e obtiveram alguns dias de notoriedade, graças a spray de pimenta disparado por policiais militares. Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) logo resolveram seus problemas e sumiram da infantaria das batalhas.

Outra vez, os professores estão isolados e até aqui sem poder de pressão eficaz, como a eficiente estratégia dos policiais, que deixaram a população sem a essencial segurança (mesmo que esquálida).

Noutro viés de abordagem, é fácil perceber que a importância imaterial da Uern – ignorada pelo governo e boa parcela da opinião pública – não garante seu futuro. Fechada, quase ninguém percebe. Aberta, precisa provar que vale a pena.

Primeiro, os donos do poder vendem ações da Potigás; em seguida será a Caern, sem que quase ninguém perceba que outros patrimônios públicos ficarão ainda mais justificáveis à negociação.

É um enredo tão lógico, que fica difícil acreditar que a academia não saiba disso e siga dando argumentos para que, de fato, seja dispensável – apesar de ser a maior obra humana já erigida em Mossoró, para o RN e para o Brasil.

Do blog do Carlos Santos – Foto: Cedida

Greve-do-Sindsaúde-e-da-Aduern-no-Centro-Administrativo-em-Natal-13-11-17

Preços da gasolina e do diesel sobem hoje nas refinarias

Os preços da gasolina e do diesel – comercializados nas refinarias – aumentaram hoje (12) 1,4% e 0,7% respectivamente, de acordo com informação da Petrobras.

Para este sábado (13), a empresa já anunciou nova variação nos preços dos dois combustíveis: a gasolina e o diesel terão redução de 0,7%.

As variações de preço fazem parte de reajustes frequentes praticados pela Petrobras, “em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional”, segundo a estatal.

O preço final ao consumidor, nas bombas, dependerá de cada empresa revendedora e dos próprios postos de combustíveis. O histórico das últimas variações praticadas pela Petrobras está disponível na página da estatal na internet.

oficina-g1-combustivel

Divulgação do resultado do Enem é antecipada para 18 de janeiro

O Ministério da Educação antecipou em um dia a divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. A partir de 18 de janeiro os estudantes poderão consultar os resultados individuais na Página do Participante, na internet. A nova data foi divulgada hoje (12) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

É necessário informar o CPF e a senha cadastrada no momento da inscrição no Enem. Quem não se lembra da senha pode recuperá-la na Página do Participante. É com ela que o estudante também terá acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que ficará aberto de 29 de janeiro a 1º de fevereiro.

Os resultados dos participantes com menos de 18 anos, comumente chamados de treineiros, serão liberados 60 dias depois da divulgação regular. O mesmo prazo vale para os espelhos de correção das redações. O acesso ao espelho de correção é uma forma de o participante saber como se saiu em cada uma das cinco competências avaliadas pela prova.

Os estudantes podem usar o resultado das provas do Enem em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sisu, para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

enem2017-capa

Dois homens são executados a tiros em via pública no Boa Vista

O duplo Homicídio aconteceu agora a pouco na Rua Francisco Solon próximo ao antigo Cemic no Bairro Boa Vista em Mossoró e segundo a PM as vítimas tinha acabo de chegar em uma oficina mecânica para deixar uma peça de moto, quando uma dupla de motocicleta chegou e e fetuou vários disparos de arma de fogo em direção as vítimas.

Alisson Cleiton Firmino Borbosa, conhecido como Gaguinho, morador da região do Abolição III foi alvejado e morreu no local. Já seu parceiro, Flávio de Oliveira de Lucena, tentou correr, mas foi perseguido e executado a cerca de 40 metros da oficina.

Segundo a Polícia, Gaguinho como era mais conhecido tinha problemas com a justiça. O mesmo era envolvido com roubo de motos em Mossoró.

Texto: blog Fim da Linha

a1 (1)

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com