domingo, 24 junho, 2018.

Arquivos diários: 13 de março de 2018

Cerca de 350 crianças estão sem creche no Sumaré

A reforma da Unidade de Educação Infantil Maria Caldas, que teria como objetivo substituir o teto, que está comprometido por conta de cupim e corria o risco de desabar, e está paralisada, causou a suspensão das aulas para cerca de 350 crianças que estão sem poder frequentar à creche, no bairro Sumaré.
A dona de casa Lucia Geiza, que tem uma filha que estuda na creche desde o ano passado, relatou a tristeza e indignação diante do fato. Segundo ela, muitos pais precisam da creche porque têm de trabalhar e não tem com quem deixar as crianças. E o que é mais grave: os meninos e meninas atrasam o desenvolvimento na escola.
“É muito triste essa situação que nossas crianças estão passando, nós pais não temos condições de colocar nossos filhos numa escola particular não temos com quem deixar pra trabalhar e muitos das crianças vão se atrasar”, relatou Geiza.
“Faz 3 anos que a creche funciona nesse prédio, nem a fachada foi trocada (está com nome de outra escola), sem falar na limpeza da escola que é precária, a fedentina, tem um cano exposto, é muito suja a creche, não tem limpeza”, acrescentou a mãe.
Os problemas na unidade não são novos. Em abril do ano passado, por falta de pagamento do aluguel do prédio por parte da Prefeitura de Mossoró, o dono do imóvel trancou às portas com cadeados e as aulas foram suspensas.
“Sempre teve problema, no ano passado, não teve pagamento do aluguel, o dono do prédio colocou cadeado e as crianças ficaram sem aula, já faltou bujão de gás para fazer merenda das crianças, isso tudo aconteceu, agora está interditado porque a madeira está comprometida, tem que retirar a madeira todinha para fazer outro telhado, porque pode desabar a qualquer momento, só fizeram a retirada do gesso, a gente não tem uma data concreta de quando vai começar as aulas pra essas crianças”, reclama a mãe.
Texto e foto: Mossoró Hoje
a2

Eleições 2018: carros de som só podem rodar se candidato estiver no veículo

Sabe aquele carro de som que, em época de eleição, passa o dia inteiro na sua rua com musiquinha de campanha aos berros?

Só vai ser permitido se o próprio candidato estiver — em carne e osso — dentro do veículo.

E as vaquinhas para arrecadar recursos de campanha?

Pode, mas só a partir de 15 de maio e por meio de instituição cadastrada na Justiça Eleitoral.

Ou seja, se alguém já estiver lhe pedindo um dinheirinho, fuja: é roubada!

Estas são algumas das novidades nas regras para as eleições.

Modernidade

O advogado especializado em Direito Eleitoral Carlos Frota conta ainda que, finalmente, a Justiça autorizou os candidatos a pagarem pelo impulsionamento de conteúdo eleitoral na internet — recurso que empresas e governos já usam há anos.

E pela contratação de site de buscas — desde que a ferramenta seja oficial e o gasto esteja na prestação de contas.

É a eleição brasileira chegando (chegando!) ao século 21.

Foto: Guilherme Pinto / Agência O Globo

xeleicoes-2018_carros-de-som-so-podem-rodar-com-o-candidato-no-veiculo.jpg.pagespeed.ic.UNaxKPuh7j

Maioria quer candidato à Presidência sem envolvimento em corrupção

urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

A maioria dos brasileiros espera que o futuro presidente do Brasil seja honesto e não tenha se envolvido em casos de corrupção. Essas foram as prioridades apontadas pelos entrevistados pela pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Perspectivas para as eleições de 2018, feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope, divulgada hoje (13).

Para 87% dos brasileiros é muito importante que o candidato à Presidência da República seja honesto e não minta na campanha. Para 84% é muito importante que nunca tenha se envolvido em casos de corrupção. A pesquisa aponta ainda que 66% preferem votar em um candidato honesto, mesmo que defenda políticas com as quais ele não concorda.

Para 44% dos entrevistados o principal foco do novo presidente deve ser em mudança social, com melhoria da saúde, educação, segurança e desigualdade social; para 32% deve ser a moralização administrativa, com combate a corrupção e punição de corruptos; para 21%, o foco deve ser a estabilização da economia, com queda definitiva do custo de vida e do desemprego. Para 1%, nenhum desses ou outros focos; 2% não sabem ou não responderam.

Apesar da maioria não acreditar que o foco deve ser a estabilização da economia, 92% consideram importante ou muito importante que o candidato à Presidência defenda o controle dos gastos públicos.

Para 89% dos entrevistados o candidato precisa conhecer os problemas do país; para 77%, ter experiência em assuntos econômicos e, para 74%, ter boa formação educacional.

Brasileiros não acreditam em promessas

A maioria dos brasileiros não acredita em promessas de campanha: 75% discordaram totalmente ou em parte da frase “eu acredito nas promessas de campanha dos candidatos”.

De acordo com a pesquisa, 44% dos brasileiros estão pessimistas em relação à eleição presidencial de 2018 e 20% estão otimistas; outros 23% não estão otimistas e nem pesimistas; e, 13% nao sabem ou não responderam.

Entre os que estão pessimistas, para 30% deles, o principal motivo é a corrupção, seguido pela falta de confiança nos governantes e candidatos (19%) e pela falta de opção entre os pré-candidatos (16%).

Já os que estão otimistas esperam mudança (32%), têm esperança no voto e na participação popular (19%) ou têm um sentimento de melhorias em geral (11%).

Deus e família

De acordo com pesquisa, praticamente oito em cada dez brasileiros (79%) concordam totalmente ou em parte que é importante que o candidato a presidente acredite em Deus. Para 29% dos entrevistado, é muito importante que o candidato seja da mesma religião que elas.

Mais da metade (52%) dos brasileiros concorda que prefere candidatos de família pobre. Para 8% é indiferente e 38% discordam em parte ou totalmente. Para 62% dos entrevistados é necessário que o candidato tenha uma família bem estruturada. A característica é a oitava mais valorizada entre as 11 que foram consideradas.

Experiência anterior

Entre os entrevistados, 47% concordam totalmente que é importante que o futuro presidente tenha experiência anterior como prefeito ou governador, 25% concorda em parte, 13% discorda totalmente, 11% discorda em parte, 1% é indiferente e 2% não sabem ou não responderam.

Uma parte dos entrevistados (48%) disse não ter preferência partidária. Entre aqueles que têm preferência ou simpatia por partidos, 19% disseram que preferem o PT. Em seguida, entre os preferidos, estão MDB (7%), PSDB (6%); Psol, DEM, PC do B, PDT, PR, PPS, PSB, PSC, PSD, PTB, PV e Novo, com 1% cada.

A pesquisa foi feita com 2 mil pessoas em 127 municípios entre os dias 7 e 10 de dezembro de 2017. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE
urna eletrônica. Foto: Nelson Jr./ ASICS/TSE

Pai e filho são assassinados na Maisa, em Mossoró

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), registrou o 58° e 59° crime de homicídio de 2018 em Mossoró no Rio Grande do Norte na noite desta segunda feira 12 de março.
A ação criminosa ocorreu na comunidade da Maísa Zona Rural da cidade. Na quadra 02.
O primeiro identificado como Raimundo Carlos de Oliveira 40 morreu no local. Já o filho, identificado como Carlos Mikael Pereira de Oliveira 17 anos, foi socorrido em estado gravíssimo por uma Ambulância ALFA com Suporte Avançado do SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) e morreu naquela Unidade Hospitalar. .
Viatura do G.T.O foi em apoio para o local e realizou o isolamento junto com o destacamento da Maísa. Cabo Pocidônio informou que no local as pessoas mal falam sobre o caso. “O que temos até aqui, que apenas dois em uma moto chegaram na casa e mataram os dois. Ninguém sabe informar a motivação ou se algum deles dois tem envolvimento com algo ilícito”. Disse o Cabo. Existe a informação, que seria um acerto de contas contra o Carlos Mikael, que ao ser alvejado fora, tentou correr. O seu pai na tentativa de impedir o crime foi morto dentro de casa. Porém só com as investigações se pode confirmar essa versão.  Já o perito Renildo Marcelino, a casa não tem sinais de arrombamento. Ou seja ou a porta estava aberta ou estava fechada sem está trancada. Pai foi morto dentro da casa, e o filho em tentativa de fuga desesperada caiu dentro do quintal, sendo socorrido. Porém não resistiu as gravidades dos ferimentos”. Uma equipe da Delegacia de Plantão realizou os trabalhos legais no local, e deverá enviar relatório para DHPP que terá mais esses crimes para elucidar.
Texto e foto: blog Passando na Hora
aa

Duplo homicídio no Barrocas, em Mossoró

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), registrou o 60° o 61° crime de homicídio de 2018 em Mossoró no Rio Grande do Norte na noite desta segunda feira 12 de março.
A ação criminosa teve início na Rua Emílio Castelar, na Favela do Cachorro Assado, àrea das Barrocas onde foi registrado disparos de arma de fogo com uma pessoa alvejada e morta .
Outra pessoa que foi baleada na mesma ocorrência, teria saído em fuga e caiu morto distante 400mt de distância do outro, já na Travessa Riacho Doce.
A polícia suspeita que os dois homens que não portavam documentos de identificação, teriam ido resgatar uma motocicleta roubada, que estava escondida em um matagal, e foram surpreendidos pelos atiradores.
Duas motos com queixa de roubo foram encontradas no local. Sendo uma Honda Bros vermelha 160 2016/2017, de placa QGO 3950 Mossoró-RN e uma Honda Biz 125 vermelha 2012 de placa NOC 4795 Mossoró-RN, foram deixadas no local.
Segundo o Perito do ITEP, Renildo Marcelino, o homem que foi morto na Rua Emílio Castelar foi atingido por pelo menos cinco disparos de arma de fogo. já o que foi encontrado caído na Travessa Riacho Doce, foi atingido por três disparos. Ouvimos o PC Wilson Olho De Gato como é mais conhecido na polícia civil, ele relatou a nossa equipe, que os mortos teriam abandonado a Bros para resgatar depois. Não contentes os caras da região prepararam uma tocaia e na hora que eles chegaram ao local na BIZ para resgatar a Bros foram surpreendidos pelos atiradores. Um deles morreu no local e outro saiu correndo vindo a morrer aqui. Finalizou Wilson que afirmou que os chinelos da segunda vítima teria ficado no local da primeira. “Não temos dúvida que ele foi baleado lá e morreu aqui nesse local. Ouvimos moradores e todos informaram que neste local da segunda vítima não foram ouvidos disparos de arma de fogo. Ou seja ele foi alvejado correu e morreu aqui sem dúvida alguma”. Finalizou Wilson. A equipe de plantão deverá emitir relatório e enviar para a DHPP que deverá investigar as mortes. A Força Tática conduziu as motocicletas para a Plantão. Uma arma de fogo foi apreendida pela Força Nacional que deu apoio. A arma não foi apresentada a imprensa, porém foi confirmada pela viatura da área que ela estava em uma das casas envolvidas na ocorrência dos disparos. Tudo será investigado posteriormente.
Texto e foto: blog Passando na Hora
a1

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com