quarta-feira, 17 outubro, 2018.

Arquivos diários: 2 de abril de 2018

Sandra e Larissa Rosado vão se aventurar no PSDB

Após a prisão do patriarca da família, Laíre Rosado, por desvios na saúde, na famosa Máfia dos Sanguessugas, o grupo da vereadora mossoroense, Sandra Rosado, e da deputada estadual, Larissa Rosado, irá se aventurar em uma nova sigla, o PSDB. Tudo para tentar uma sobrevida, após os últimos fracassos abocanhados pelo seu grupo, que agora é liderado pelo ex-deputado Carlos Augusto Rosado e sua esposa, prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini.

Ao que se escuta nos quatro cantos, a ida de Sandra e Larissa para o PSDB pode acarretar em uma nova ruptura da família Rosado, que passou mais de 30 anos brigando pelo poder. É que não tem sido visto com bons olhos essa mudança, no Palácio da Resistência.

Aliás, desde o início do ano que tem o ex-vereador Lairinho Rosado, hoje secretário de Rosalba, tem sido cotado para deixar o governo. A falta de ação e entrosamento tem dado o que falar nos corredores da Prefeitura de Mossoró.

Sandra e Larissa se filiam hoje a sigla tucana. Sandra será candidata a deputada federal. Larissa, a estadual.

 

Servidores de Natal fazem paralisação unificada nesta quinta e sexta

Os servidores municipais de Natal vão realizar uma paralisação unificada nesta quinta (5) e sexta-feira (6), mobilizados pelo Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde-RN) e os demais sindicatos do funcionalismo municipal – Sinsenat, Sindern, Sindguardas e Soern.

A primeira atividade será a realização de um ato público na quinta-feira, com concentração às 8h, na Praça Tamandaré, no Alecrim e que seguirá em caminhada até o Palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura do Natal.

A paralisação reivindica o fim do assédio moral, cumprimento da data-base, reajuste salarial, implantação das três mudanças de nível vencidas e das 30h da enfermagem, incrementação de adicionais noturno, de insalubridade, quinquênio e gratificações, além de condições adequadas de trabalho.

Do blog do BG

Preço médio da gasolina fica estável e do diesel recua 0,25% a partir do dia 3

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho de 2017. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Estadão

Prefeito Carlos Eduardo pode deixar rombo de R$ 175 milhões para o vice

As informações estão disponíveis no portal da transparência do município. No relatório resumido de execução orçamentária, referente a janeiro e dezembro de 2017, é possível e constatar que os restos a pagar empenhados e não liquidados do exercício foram de R$ 175.026.180,71. A quantia cresceu mais de R$ 55 milhões comparação a 2016, ano de reeleição do prefeito Carlos Eduardo, quando o Município fechou o exercício fiscal devendo R$ 120.274.106,56.

O controlador-geral do Município, Dionísio Gomes, porém, ressalta que esse valor não é exclusivamente da Prefeitura. “Quando a gente fez o orçamento de 2017, contávamos com uma arrecadação de ‘X’, como a arrecadação não se materializou por conta da crise ainda mais presente, deixamos algumas obrigações, umas com recursos próprios, outras com recursos federais, e outros de convênios com a saúde, por exemplo. Então, não é só dá Prefeitura”, explicou o controlador-geral.

De qualquer forma, segundo o controlador-geral, a situação de Natal vem melhorando neste ano, com a melhoria da arrecadação. Inclusive, dados do Portal da Transparência apontam que em fevereiro a Prefeitura arrecadou R$ 223 milhões, contra apenas R$ 169 milhões do mesmo período do ano passado.

“Temos cortado o máximo possível de gastos e implementado receitas. Algumas leis que mandamos em 2016, começaram a vigorar em 2017 e o resultado está vindo agora em 2018. Como a nossa arrecadação tem crescido, esperamos que, se não mudar nada, daqui para o final do ano, a gente esteja bem”, afirmou Dionísio Gomes.

O controlador-geral do Município acredita também que, além das ações próprias, a Prefeitura seja beneficiada por uma melhoria da situação financeira de Estado e União. “A Prefeitura depende muito da reativação da economia. Nos últimos meses, a arrecadação vem aumentando e tem diminuído muito a nossa inadimplência. Está tudo interligado. Veja: o Governo do Estado está dizendo que vai pagar o 13º. Se pagar, melhora a nossa situação, porque as pessoas pegam o dinheiro e vão fazer o que? Comprar. E disso vai uma parte para o Município também”, explicou.

Diferente, porém, pensa o vereador de Natal, Ubaldo Fernandes, agora do PTC. O parlamentar, que é integrante da Comissão de Finanças da Câmara Municipal de Natal, não acredita em uma recuperação da situação financeira do Município. “Não sou muito otimista. Apesar dos economistas falarem que a situação está estabilizada e há um controle, mas isso não tem sido visto nos municípios. O Estado Brasileiro tem repassado demandas para os municípios, mas não os recursos”, afirmou.

Ubaldo Fernandes também ressalta que essa situação não é exclusividade de Natal. “Todas as prefeituras estão quebradas”, avaliou, acrescentando que, no caso da Capital potiguar, “o que a Prefeitura está arrecadando só dá para pagar servidores e a manutenção da máquina administrativas”.

Ubaldo, no entanto, afirmou não ver problema no repasse dessa crise para o vice-prefeito Álvaro Dias, caso Carlos Eduardo, realmente, renuncie até o dia 6 de abril para disputar o Governo do Estado. “A dívida não é do gestor, é da Prefeitura. Independentemente de quem a assuma. Se Carlos Eduardo sair, a dívida será de Álvaro”, concluiu.

Ciro Marques do Agora RN – Foto: José Aldenir / Agora Imagens

Semana Santa termina com 24 acidentes, 4 mortos e 20 feridos nas estradas federais que cruzam o RN

A Polícia Rodoviária Federal finalizou a Operação Semana Santa 2018. Segundo a PRF, entre a 0 hora da quinta-feira, dia 29 de março, e as 23h59 deste domingo, 1º de abril, foram registradas 4 mortes e 20 pessoas ficaram feridas nas rodovias federais que cruzam o estado. O número de acidentes, 24 ao todo, foi 33% maior que o registrado no ano passado. Em 2017, a PRF registrou 16 acidentes, com 23 feridos e uma morte.

Acidente grave fechou operação

No início da noite de domingo (1º), aconteceu o acidente mais grave, que resultou na morte de três pessoas. Outras três ficaram feridas. Foi na BR-304, em Santa Maria, após uma colisão frontal envolvendo um Corsa Classic e um micro-ônibus escolar. Na ocasião, um Gol também acabou batendo no Corsa.

Cinto de segurança

Dentre os números levantados pela PRF durante a operação deste ano, chamou a atenção a repetição de um hábito que precisa ser mudado: a falta do uso de cinto de segurança pelos passageiros. Enquanto 10 motoristas motivaram a autuação, 31 passageiros deram causa à multa, ou seja, 75%. Além de aumentar o risco de lesões graves, o passageiro coloca o condutor em má situação, visto que é do motorista a responsabilidade pela infração.

Em números preliminares, houve 1.588 autuações, sendo 30 devido a motoristas embriagados. Foram 18 condutores e passageiros de veículo de duas rodas sem capacete, 139 por ultrapassagem indevida e 267 por excesso de velocidade.

Por G1 RN – Foto: PRF/Divulgação

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com