domingo, 25 agosto, 2019.

Arquivos diários: 9 de abril de 2018

Após chuvas, abastecimento está irregular em Mossoró e suspenso em outras cidades

A adutora Jerônimo Rosado, responsável por parte do abastecimento de Mossoró, está paralisada devido a conserto das bombas que retiram água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves. A equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) deve colocar em funcionamento hoje (9) uma das bombas para restabelecer o sistema em 50% e voltar a enviar água para Mossoró. A previsão é que a segunda bomba fique pronta na sexta-feira (13) quando o abastecimento ficará completamente normalizado.

Após quebra de equipamento, as bombas da captação da Jerônimo Rosado apresentaram problema e estão passando por conserto. Os bairros Centro, Paredões, Bom Jardim, parte do Santo Antônio, Santa Delmira, Redenção, Integração, Abolição 3 recebem água da adutora Jerônimo Rosado e sentem diretamente a paralisação. Outras regiões da cidade também podem sentir irregularidade no abastecimento. A Caern está fazendo manobras por meio dos poços 11, 14, 18 e 19 para atender as regiões afetadas.

MÉDIO OESTE
As bombas que retiram água da barragem Armando Ribeiro Gonçalves para atender a adutora Médio Oeste foram deslocadas durante o final de semana devido à descida de água na área de captação. Devido à estiagem, a Companhia entrou seis quilômetros dentro da barragem para captar água.

O local é de difícil acesso porque fica dentro da barragem Armando Ribeiro. A área está inundada e uma das passagens molhadas que permitiam o acesso ao local cedeu. Por este motivo as cidades de Paraú, Triunfo Potiguar, Janduís e Campo Grande estão com abastecimento suspenso. A Caern está envidando esforços para chegar ao local e restabelecer a captação de água. Por enquanto não há previsão de retorno do abastecimento pela adutora Médio Oeste.

Diário Oficial do Município publica renúncia do prefeito Carlos Eduardo Alves

“Eu, Carlos Eduardo Nunes Alves, brasileiro, casado, bacharel em Ciências Jurídicas e ocupante do cargo de prefeito do município de Natal, domiciliado profissionalmente na rua Ulisses Caldas, Centro, nesta capital, venho, de acordo com o disposto no artigo 14, 6 da Constituição Federal c/c o art. 1º, III, b da Lei Complementar federal nº 64/90, apresentar a minha RENÚNCIA ao referido cargo ocupante por força do mandato eletivo nas últimas eleições municipais de 2016, em caráter irrevogável e irretratável, a partir desta data, a fim de que, desincompatibilizando-me no prazo legal por força de lei, possa concorrer nas eleições de 2018, ao cargo de governador do estado do Rio Grande do Norte, pelo partido democrático trabalhista – PDT”, afirmou o prefeito no texto publicado no Diário Oficial do Município.

Na sexta-feira, dia 6, o prefeito Carlos Eduardo já havia antecipado sua renúncia. E, na terça-feira, 10, será oficializada a posse do seu vice, Álvaro Dias, no cargo de chefe do Executivo Municipal, onde deverá ficar até a conclusão do mandato eletivo, que se encerra em 2020.

Essa “oficialização”, inclusive, em evento com a presença da Câmara Municipal de Natal, que na edição do DOM também de sábado, também publico que foi comunicada da renúncia de Carlos Eduardo. “Tornar público que recebeu nesta data, através do Ofício nº 118/2018-GP, a renúncia de Sua Excelência CARLOS EDUARDO NUNES ALVES, Prefeito da Capital do Estado do Rio Grande do Norte, nos termos do Artigo 22, Inciso VII da Lei Orgânica do Município, acatando o ato unilateral, irretratável e irrevogável, dando por afastado do Cargo de Chefe do Executivo Municipal da Cidade de Natal/RN, a partir desta publicação”, destacou o presidente da Câmara, Raniere Barbosa.

Por Ciro Marques / Agora RN

Professores municipais rejeitam proposta e decidem continuar em greve

Os professores da rede municipal de Natal decidiram na manhã desta segunda-feira, 9, dar continuidade à greve da categoria. Em assembleia organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (Sinte), os docentes rejeitaram a nova proposta de reajuste do piso salarial da Secretaria de Educação de Natal (SME), de aumento a partir de junho, e deliberaram seguir de braços cruzados.

A paralisação dos servidores da educação municipal foi iniciada em 21 de março. Segundo informações do Sinte, mais de 90% das escolas e dos centros de educação infantil (CMEI) estão sem aulas hoje. Já o último levantamento feito pela secretaria de educação de Natal, feito na última sexta-feira, 7, aponta que 67% dos professores estão em greve.

Com isso, de ainda de acordo com os da pasta, 109 unidades de ensino enfrentam problemas atualmente, o que representa 82% da rede. Apenas 27 unidades de ensino estão funcionando normalmente.

Segundo a Coordenadora do Sinte, Fátima Cardoso, o Município descumpre com a Lei Complementar 6.245/2013. A legislação determina que, a partir de janeiro de cada ano, os professores municipais sejam beneficiados com o reajuste do Piso Nacional, que é definido Ministério da Educação. Este ano, o valor ficou em 6.81%. No entanto, o Município ainda não incluiu o porcentual nos salários dos docentes.

“A lei municipal não é cumprida. É um direito nosso”, revela Fátima Cardoso. A assembleia geral dos professores municipais aconteceu na manhã deste segunda-feira, 9, no clube da Associação dos Subtenentes e Sargentos do Exército (Assen), localizado no bairro do Tirol, zona Leste de Natal

A Prefeitura de Natal propôs aos professores a aplicação do reajuste em junho. No entanto, o aumento não inclui os valores retroativos dos meses de janeiro até maio.

Os professores municipais marcaram para o próximo dia 17 uma nova assembleia geral da categoria.

Do Agora RN – José Aldenir / Agora Imagens

Bloqueio judicial impediu pagamento de salários de servidores no último sábado (7), diz governo do RN

Parte dos servidores estaduais que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil e esperavam receber os salários até o último sábado (7) em Natal, não tiveram os vencimentos depositados em suas contas, confirmou o governo do estado.

O prazo tinha sido divulgado pelo próprio governo. Porém, segundo explicou a administração estadual, o pagamento não foi realizado por causa de um bloqueio judicial de R$ 10 milhões, para pagamento de precatórios.

A previsão do estado é que os salários desses servidores sejam pagos entre esta segunda-feira (9) e esta terça (10).

O Executivo ainda argumentou que os servidores que não receberam os salários no sábado representam menos de 1% do total que estava programado. “Todo o restante do cronograma anunciado foi pago sem nenhuma alteração”, declarou por meio de nota.

Por G1 RN

Idoso é morto e cabo da PM baleado durante assalto em Mossoró

Um idoso foi morto com um tiro no pescoço e o filho dele, que é cabo da Polícia Militar, baleado na perna durante um assalto na manhã desta segunda-feira (9) em Mossoró, cidade da região Oeste potiguar. O idoso foi identificado como Francisco Augusto Cavalcante, de 84 anos.

Segundo o Instituto Técnico Científico de Perícia (Itep), o pai do PM morreu na hora. Já o policial, foi socorrido para o Hospital Regional Tarcísio Maia. Com o estado de saúde estável, ele foi atendido e liberado.

O assalto

De acordo com a Polícia Militar, o idoso, o cabo e uma terceira pessoa estavam na calçada de uma casa no bairro Boa Vista, conversando, quando dois suspeitos chegaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto. Foi quando aconteceu a troca de tiros.

Mesmo baleado, um dos criminosos conseguiu escapar com a ajuda do comparsa. Eles roubaram a moto que estava com a terceira pessoa na calçada. No local, os bandidos deixaram para trás a moto em que chegaram. A PM confirmou que esta moto tem queixa de roubo.

A polícia fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

Por G1 RN – Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com