terça-feira, 11 dezembro, 2018.

Arquivos Mensais: junho 2018

Chapas de Robinson e Carlos Eduardo devem ser encaminhadas nesta sexta

Dentre os grupos que se reúnem nesta sexta, está o encabeçado pelo PSDB, que contém também o PP e o PR. O encontro deverá ser para oficializar o nome do ex-governador Geraldo Melo como opção tucana para ocupar a vaga de senador da chapa de reeleição de Robinson Faria (PSD). A ideia é reunir prefeitos da legenda também participaram das discussões e apoiaram as diretrizes partidárias e deixaram o encaminhamento das decisões para a Executiva Estadual.

“O PSDB é um partido forte e que cresceu por ouvir as bases e respeitar democraticamente suas lideranças. Ouvimos todos os nomes que vão concorrer às eleições estaduais deste ano, sentamos com os prefeitos que integram a legenda e vamos levar o encaminhamento da sigla para a reunião da Executiva Estadual, que é integrada pelos deputados, prefeitos, vice-prefeitos e nomes que fazem o PSDB do Rio Grande do Norte”, informou o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, que preside o partido no Estado.

Do outro lado, a chapa encabeçada por Carlos Eduardo Alves, pré-candidato ao Governo pelo PDT, deve oficializar a chegada ao grupo do deputado federal Antônio Jácome (PODEMOS), que será levado a condição de pré-candidato ao Senado, ao lado de Garibaldi Alves Filho (MDB). O atual senador José Agripino deve ir para a disputa pela Câmara dos Deputados, mas se mantendo no grupo.

Por Ciro Marques/Agora RN – Foto: José Aldenir/Agora Imagens

Ação da PF impede assalto a carro forte na BR-304

Policiais federais da Delegacia de Mossoró/RN, juntamente com policiais militares do Comando Tático Rural (COTAR/CE) e apoio dos grupos táticos de pronta intervenção (GPI) da Polícia Federal no Rio Grande do Norte e no Ceará, conseguiram evitar ontem (25/06), um assalto a dois carros-fortes que seguiam de Mossoró com destino a Fortaleza/CE e foram interceptados por criminosos na BR 304, na altura de Aracati/CE.
Cerca de oito homens fortemente armados renderam os vigilantes e chegaram a explodir um dos carros-fortes, porém não lograram êxito na retirada dos valores, uma vez que foram confrontados pelas equipes policiais ocasião em que houve intensa troca de tiros e os suspeitos, embora cercados, se aproveitando da escuridão no local, conseguiram empreender fuga. Eles adentraram ao matagal e continuam sendo caçados naquela região. Os vigilantes foram resgatados ilesos.
Durante aquela ação, foram apreendidas e encaminhadas para os procedimentos legais na Delegacia da PF, uma arma de fabricação artesanal, uma espingarda calibre 12 que havia sido tomada dos seguranças pelo bando criminoso e dois veículos.
Esse trabalho foi resultante de uma investigação iniciada pela Polícia Federal ainda no ano de 2017.
Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

Rica, Prefeitura de Mossoró planeja ter mais 3 secretarias

Mesmo em meio a um caos administrativo, onde nada funciona a contente em Mossoró, a prefeita Rosalba Ciarlini (PP) enviou à Câmara Municipal, Projeto de Lei que deverá criar mais três secretarias municipais, a de Esportes, Finanças e Agricultura.

A proposta chegou hoje a “Casa do Povo” e deve ser avaliada antes do recesso parlamentar de julho.

Já pensando na reforma, Rosalba Ciarlini Rosado se reuniu com os vereadores para um “cafézinho” e garantir a aprovação do Projeto de Lei. Claro que os vereadores situacionistas que compareceram disseram sim ao governo.

Antes, Rosalba já havia criado a Secretaria Municipal de Cultura, que abocanhou 40 cargos comissionados.

Na contramão do que ocorre no país, onde os governantes estão diminuindo secretarias e gastos, Mossoró se preocupa mais uma vez com o apadrinhamento, as margens de mais uma eleição.

Agripino aceita abrir mão da reeleição para reforçar chapa de Carlos Eduardo

Isso porque a desistência de Agripino deverá significar a ida dele para uma disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados, mantendo ele como uma das principais lideranças nacionais do DEM em Brasília. Consequentemente, Felipe Maia iria disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, mas não estão descartas as possibilidades de ser vice na chapa de Carlos Eduardo ou, simplesmente, se aposentar da vida política. “Não há essa definição”, aponta o gabinete de Felipe.

Enquanto isso, Agripino assumiu, também via assessoria de imprensa, que realmente cogita a possibilidade de abrir mão da reeleição, caso isso significasse um reforço a candidatura de Carlos Eduardo. “O que está em cogitação são apoios de novos partidos à candidatura de Carlos Eduardo. Isso abre negociações em torno da chapa. Essa negociação é que está sendo cogitada”, afirmou o senador.

É importante lembrar que a declaração vai de acordo ao que se cogita, que é a ida do deputado federal Antônio Jácome, do PODEMOS, para a chapa encabeçada por Carlos Eduardo, sendo alçado à condição de pré-candidato ao Senado. Isso não só atrairia o forte segmento evangélico para o grupo, como também daria mais tempo de televisão para a candidatura do ex-prefeito.

Sobre isso, não há negativa no gabinete do deputado Antônio Jácome. Alias, é uma possibilidade considerada “bem provável” pela equipe do parlamentar evangélico, mas com a ressalva de que ainda “não há nada fechada”.

Por Ciro Marques/Agora RN

RN tem 118 mil crianças de até 3 anos fora de creches e escolas

Mais de 118 mil crianças potiguares estavam fora da creches ou escolas em 2016, segundo dados um relatório de monitonamento das metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação, divulgado neste mês pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Dessa forma, o estado ainda está longe de atingir a meta 1 do plano, que prevê pelo menos 50% do público dessa idade matriculado nas instituições de ensino até 2024. Atualmente, são 33,4%.

O problema não é exclusividade do Rio Grande do Norte, que está à frente da média do Nordeste (28,8%) e do país (31,9%). Porém, ao longo de 12 anos, entre 2004 e 2016, o estado teve o segundo menor crescimento percentual na cobertura escolar desse público: 6,9%, junto com o Amapá e atrás apenas de Sergipe, que avançou 3,8%. Se seguir nesse ritmo, o estado deverá encerrar o período do PNE ainda com crianças fora da escola.

A meta 1 também estabelece a universalização do acesso das crianças com 4 e 5 anos de idade à Educação. Nesse aspecto, o estado está mais próximo da meta, com cobertura de 96,6% em 2016, o que significa um avanço superior 11% em 12 anos. Em 2004, a população atendida era de 85,2%. Considerando uma média de avanço de 0,95% ao ano, o estado poderá encerrar o período com a meta alcançada.

Nesse ponto, o estado também está melhor que as médias regionais e nacional, que são de 94,9% e 91,5%, respectivamente. O melhor resultado no país foi o do Piauí, que em 2016 já cobria 99,2% da população na faixa etária entre 4 e 5 anos.

“O quadro da cobertura da educação infantil, embora progressivo em relação à Meta 1, sugere a necessidade de políticas para estimular os municípios a atenderem com prioridade, em creche, as crianças do grupo de renda mais baixa”, considerou o Inep, no estudo.

O estado também está próximo de cumprir a 2ª meta, que visa atender 100% das crianças e adolescentes de 6 a 14 anos no Ensino Fundamental. Em 2017, 98,3% desse público era atendido no estado. 7.941 pessoas nessa faixa estária estava fora das escolas.

Porém a segunda parte da meta que prevê que pelo menos 95% dos jovens até os 16 anos tenham concluído do ensino fundamental está longe de ser cumprida.

Em 2017, essa porcentagem era 68,7% e, apesar de longe da meta, apresenta um avanço de 14,8% em relação a 2012, quando apenas 53,9% dos jovens com até 16 anos tinham concluído o ensino fundamental. Nesse quesito, o estado está acima da média regional, de 66,2%, mas abaixo da nacional, que é de 75,9%. São 19.480 potiguares nessa idade que ainda não concluíram o primeiro nível da educação básica.

Alfabetização

Uma das metas do PNE previa que até 2015, 93,5% da população com 15 anos ou mais estivesse alfabetizado. Além disso, até 2024 o analfabetismo absoluto deve ser erradicado e a taxa do funcional caísse 50%. O estado não cumpriu o primeiro requisito.

A primeira parte da meta não foi cumprida. Em 2015, no Rio Grande do Norte, a taxa de pessoas com 15 anos ou mais alfabetizadas era de 85,1%. No ano passado, o país chegou a 93%. A meta foi alcançada no Sul e Sudeste. Além disso, entre 2012 e 2017, a taxa de analfabetismo funcional caiu apenas 1% ficando 23,1%.

Por G1 RN – Foto: Maurício Glauco/EPTV

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com