Lula afirma que não se entregará à Polícia Federal em Curitiba, diz jornal

O ex-presidente teria afirmado, em uma rápida entrevista por telefone, que estava “tranquilo”. Petista não saiu do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em São Paulo, e passou a noite por lá na companhia de familiares, amigos e aliados. Plano de Lula é continuar no local durante o dia de hoje.

A pena pré-estabelecida pela Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) é de 12 anos e 1 mês de prisão. O ex-presidente da República é condenado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do Tríplex, no Guarujá, em São Paulo.

Mesmo após a decisão de Moro, a defesa de Lula tenta últimos recursos para evitar sua prisão. Mais um pedido de habeas corpus foi aberto nesta sexta-feira, 6. O último, votado na quarta-feira, 4, foi negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por 6 votos a 5.

Deixe uma resposta