Começa a faltar água nos municípios

Começou a faltar água no Seridó. Caicó, Jardim de Piranhas e São Fernando já tiveram o abastecimento interrompido e não têm perspectiva de retorno deste serviço. Encravados no meio do Seridó, a região mais semiárida do país, o clima é de desespero. Sem chuvas regulares há pelos menos cinco anos, só resta agora contar com a fé nos santos, já que o governo do Estado não sabe o que fazer.

Enfrentando diversos problemas na construção da Barragem de Oiticica, Robinson já era persona non grata no Seridó. Agora, depois do caos do abastecimento, desmarca compromisso em Brasília, com o presidente Temer e outros governadores, para participar de audiência pública em Caicó, para anunciar “ações emergenciais” para o Seridó, em uma tentativa de recuperar sua imagem.

Chama atenção esse problema justamente agora, pouco tempo depois de o governo anunciar o início da abertura de capital da Caern, o que, para muitos, é o começo da privatização da estatal.

Mas o Seridó não será o único a passar por esse problema. Há muito, Pau dos Ferros, Luís Gomes e outras cidades do médio e Alto Oeste enfrentam a dureza da falta de abastecimento. Se não chover em 2017, provavelmente o clima ficará muito tenso, principalmente para os pequenos e médios criadores que podem encerrar de vez suas atividades.

Deixe uma resposta