domingo, 22 julho, 2018.
Política

Política

Rosalba inicia governo entregando ações de Francisco José Júnior

Ao fundo, placa do projeto instalada há mais de 6 meses

Todo dia uma coisa nova na publicidade de Rosalba, mas já bastante conhecida dos mossoroenses. Isso porque, tudo que ela comemora como conquista foi deixado engatilhado pelo ex-prefeito Francisco José Júnior, a começar pelo retorno dos voos regulares no aeroporto Dix-Huit Rosado. Desde 2015, o ex-prefeito conversava com a Azul Linhas Aéreas que chegou a confirmar a operação em três prazos diferentes, embora não concretizados.

Sem qualquer pudor, ela teve coragem de anunciar início das obras do Centro Especializado de Reabilitação, que foi iniciada por Francisco em 2016. O que ela fez foi retomar o serviço que já tem terreno, projeto e empresa licitada. Mas a assessoria de imprensa da atual prefeita foi além e chegou a dizer em release que o Centro fazia parte do seu plano de governo. Pegou mal e virou nova piada nas redes.

Três chapas disputam eleição da Femurn

Três chapas fizeram o registro de candidatura para presidência da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN. As candidaturas foram registradas nesta segunda-feira (09), cinco dias antes da eleição, que será na próxima sexta-feira, 13. Benes Leocádio, ex-prefeito de Lajes e ex-presidente da FEMURN; Dagoberto Bessa, prefeito de Severiano Melo, e Rivelino Câmara, prefeito de Patu, vão disputar a presidência da Federação.

A eleição irá ocorrer na sede da Fiern, em Natal, com primeira convocação às 8h, e é necessária a presença de metade mais um dos membros filiados para que a eleição aconteça. O resultado deverá ser divulgado até às 12h da sexta-feira.

O atual presidente da FEMURN, Ivan Lopes Júnior, que encerra seu mandato a frente da Federação na sexta-feira, considerou como positivo as candidaturas: “Historicamente, a FEMURN elegia seus presidente por aclamação, até a última renovação de mandato, quando tivemos uma disputa de duas chapas. Agora, com três candidatos inscritos, a discussão sobre o trabalho da Federação e a luta municipalista só aumenta, e é muito bom que possamos discutir as melhores propostas para a Federação”, considerou Ivan.

PRINCIPAIS PAUTAS

O futuro presidente da FEMURN deverá dar continuidade à luta municipalista, gerando conquistas para as cidades e fornecendo apoio aos atuais gestores. Para Ivan Júnior, a principal pauta é a regularização de repasses justos para os municípios.

Segundo Ivan, “é inadmissível que os municípios ainda vivam com o pires na mão, na busca de recursos que lhes são de direito, mas que sofrem defasagem, como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM)”, considerou. Além de recorrentes quedas, em 2016, o FPM teve um número recorde de prefeituras com os recursos bloqueados: 59 cidades.

O Presidente também lembrou da luta da FEMURN por uma nova divisão tributária, que possibilite mais recursos aos municípios. Além da briga por mais recursos, também são pautas importantes da FEMURN a nova lei da repatriação, e a não devolução de recursos do Fundeb (fundo nacional de desenvolvimento da educação).

Chapas inscritas:

CHAPA 1 – Dagoberto Bessa (Severiano Melo) – Presidente; Neyde Suely (Pedro Avelino) – 1ª Vice-presidente; José Gaudêncio (São Miguel) – 2º Vice-presidente; Francisco de Assis (Touros) – 3º Vice-presidente; Manoel Veras (Campo Grande) – 4º Vice-presidente; Marcelo Filho (Bodó) – 5º Vice-presidente; Anônio Modesto (Tibau do Sul) – Secretário-geral; José Renato (São Miguel do Gostoso) – 2º Secretário; Manoel de Freitas Neto (Portalegre) – Tesoureiro; Jodoval Pontes (Japi) – 2º Tesoureiro; José Célio (Venha Ver), Josinaldo Sousa (Tibau), Maria Helena Queiroga (Olho D’água dos Borges), Adolfo Neto (Francisco Dantas), Jessé Nildo (Riacho de Santana), Rosânia Teixeira (Serrinha dos Pintos) – Conselho Fiscal.

CHAPA 2 – Benes Leocádio (Lajes) – Presidente; José Cassimiro (São Paulo do Potengi) – 1º Vice-presidente; Luis Eduardo (Maxaranguape) – 2º Vice-presidente; Maria Bernardete (Riacho da Cruz) – 3ª Vice-presidente; Thales André (Major Sales) – 4º Vice-presidente; Robson de Araújo (Caicó) – 5º Vice-presidente; Alessandru Emmanuel (Campo Redondo) – Secretário-geral; Suely Fonseca (Jardim de Angicos) – 2ª Secretária; Laerte Ney (Rio do Fogo) – Tesoureiro; Mara Cavalcanti (Riachuelo) – 2ª Tesoureira; Anteomar Ferreira (São Tomé), Francisco das Chagas (Afonso Bezerra), Patrícia Targino (Pedro Velho), Luiz Antônio (Pedra Preta), Antônia Ferreira (Lajes Pintadas), Marina Dias (Jandaíra) – Conselho Fiscal.

CHAPA 3 – Rivelino Câmara (Patu) – Presidente; Jeane Souza (Alexandria) – 1ª Vice-presidente; Gustavo Soares (Assú) – 2º Vice-presidente; Iraneide Xavier (Areia Branca ) – 3ª Vice-presidente; Allan Silveira (Apodi) – 4º Vice-presidente; Josimar Ferreira (Santo Antônio) – 5º Vice-presidente; Berg Lisboa (Goianinha) – Secretário-geral; Alexandre Dantas (Parelhas) – 2º Secretário; Shirley Targino (Messias Targino) – Tesoureira; Valderedo Nascimento (Ipanguassú) – 2º Tesoureiro; Polion Medeiros (São Fernando), Maurício Damascena (João Câmara), Antônio Modesto (Tibau do Sul), Neide Suely (Pedro Avelino), Zé Antônio (Serrinha), Leonardo Lisboa (Passa e Fica) – Conselho Fiscal.

Pedro Fernandes anuncia candidatura a reitor

Desde a semana passada, o reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) avisou para algumas pessoas que seu grupo não aceitou sua desistência da reeleição. Disse que ia conversar com a família e nesta semana avisou a poucos que será candidato novamente, tendo como vice Fátima Raquel Rosado, que havia indicado como sua candidata no pleito.

Quando o nome de Fátima surgiu, Pedro disse que “nunca tinha sido seu plano concorrer à reeleição”, mas toda comunidade acadêmica sabia da pressão para que ele repensasse. Repensou e aceitou concorrer novamente a vaga e continuar seu trabalho. “Essa foi uma decisão pensada de forma coletiva. Conversei com muitas pessoas que possuem a mesma visão de futuro para a UERN que eu, e todos disseram que era preciso continuar o trabalho que iniciamos. Respeito muito o grupo do qual faço parte e que tem me ajudado a construir uma universidade para o futuro, e é por isso que estou anunciando hoje que colocarei meu nome mais uma vez à disposição da comunidade acadêmica”, justificou Pedro Fernandes.

Pedro Fernandes terá como adversários a professora Telma Gurgel que reuniu em torno de si toda a oposição, e David Medeiros Leite, que surge como uma oposição moderada.

Essa mudança muda o cenário eleitoral na UERN que estava mais favorável à Telma, visto que Fátima Raquel, apesar de pró-reitora de Planejamento, não conseguiu empolgar o grupo. Pedro tem sido um reitor inovador, apesar de sofrer grande pressão da comunidade acadêmica, principalmente depois que se filiou ao PSD do governador Robinson Faria. Mesmo com isso, conseguiu implantar importantes projetos que têm mudado a cara e a rotina da Universidade.

Prefeito de Janduís fará auditoria nas contas do município

O prefeito de Janduís José Bezerra (PSOL) decidiu fazer uma auditoria fiscal nas contas públicas do município. Através de decreto, ele também deverá anular a transição entre as gestões, pela ausência de informações sobre a real situação da prefeitura, o que dificultou o planejamento das ações nesse início de mandato.

José Bezerra reuniu sua equipe essa semana para discutir prioridades e traçar metas de trabalho. Os secretários estão fazendo relatórios sobre suas pastas. Essas informações serão fundamentais para o planejamento da nova gestão. De acordo com o prefeito, o objetivo é colocar o mais rápido possível os serviços públicos em andamento. De antemão, a prefeitura está iniciando as ações estruturantes, como limpeza das ruas, poda de árvores e iluminação pública.

O que se verificou, até o momento, é um verdadeiro sucateamento da máquina pública, além de projetos que precisam ser retomados o quanto antes. “Já imaginávamos que iríamos encontrar um quadro bastante complicado. Mas, reunimos uma equipe de homens e mulheres comprometidos e que não medirão esforços em reorganizar Janduís”, afirmou José Bezerra.

José Bezerra acrescenta que, em breve, fará uma reunião ampliada com a população, onde apresentará a situação das contas municipais, bem como o cronograma de ações da nova gestão. “No nosso mandato vamos dialogar bastante com a população. Queremos fazer uma gestão transparente e participativa”, concluiu.

David Leite surge como opção para sucessão na UERN

No processo de sucessão da reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), o nome do professor David Leite volta a ser apontado como opção moderada entre a candidata do reitor Pedro Fernandes, Raquel Morais, e a candidata da oposição, Telma Gurgel, tida como uma candidata de perfil mais radical.

O edital para a eleição da reitoria será publicado no próximo dia 16. Os interessados devem fazer o pedido de registro de candidatura entre os dias 23 e 26 de janeiro. O período de campanha será entre os dias 17 de fevereiro e 21 de março e o pleito será no dia 22 de março.

Pela primeira vez, o voto para a escolha de reitor e vice-reitor da UERN será de forma paritária, ou seja, os votos de cada categoria, professores, técnicos e estudantes, terá o mesmo peso.

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com