sexta-feira, 22 junho, 2018.
Política

Política

Opinião pública torce por reviravolta na eleição da Câmara Municipal

Rosalbistas e sandristas disputam os espaços na mídia para ver quem acerta primeiro a reviravolta na eleição da Câmara municipal que acontece no próximo dia 1º de janeiro. Tem gente apostando alto que Sandra Rosado (PSB) não deixará barato e surpreenderá a todos derrubando a candidatura de Izabel Montenegro (PMDB) e se firmando como candidata, mesmo contra a vontade do prefeito de fato Carlos Augusto Rosado – esposo da prefeita eleita Rosalba Ciarlini (PP).

Outros, no entanto, preferem endossar o mito Carlos Augusto e apostar que ele fará uma manobra radical e elegerá o seu candidato, mesmo a oposição tendo um grupo com 12 nomes. O cacique da política mossoroense já desdenhou do jovem Alex do Frango (PMB) e por isso seus admiradores esperam um passe de mágica. Há ainda os que tripudiam dos vereadores e acreditam que mesmo perdendo, Carlos terá o presidente da Câmara.

Chama atenção a torcida de jornalistas e comunicadores para a possibilidade deste fato. Os profissionais não escondem a admiração pelos líderes tradicionais e endossam isso reduzindo a imagem dos nomes novos dentro do processo. Embora posem de livres, os escrevinhadores acabam se embebedando ideologicamente na própria história maculada da política mossoroense, mesmo dizendo que discordam dela.

Zé Peixeiro confirma que continua no grupo de Alex do Frango

O vereador diplomado Zé Peixeiro (PTC) acaba de negar ao RN MAIS que teria deixado o grupo de apoio a Alex do Frango (PMB) para apoiar Izabel Montenegro (PMDB), candidata de Carlos Augusto Rosado.

As especulações surgiram após uma visita do vereador ao Sítio Cantópolis. Segundo Zé Peixeiro, ele tem interesse de compor a base governista na Câmara, no entanto, seu voto para presidente já está definido e será Alex do Frango.

Eleição da Câmara é o primeiro passo para rompimento de Sandra Rosado

 

Toda Mossoró sabe que a reaproximação entre Sandra Rosado (PSB) e seu primo Carlos Augusto Rosado, através da eleição da prefeita eleita Rosalba Ciarlini (PP), nunca passou de jogo de cena. Nas redes sociais, muitos apostaram que o grupo não comeriam a ceia de natal juntos, mas há os que acreditem que o teatro segue até o Mossoró Cidade Junina.

A primeira crise já começou quando Carlos Augusto indicou Izabel Montenegro (PMDB) como candidata do grupo à presidência da Câmara. Sandra espera dar uma guinada e conseguir apoios para derrotar a concorrente, além de tirar apoios de Alex do Frango (PMB) que já tem 11 votos, número suficiente para elegê-lo.

Carlos já começou a anunciar o secretariado do governo da prefeita figurativa Rosalba, mas até o momento não citou o filho de Sandra, atual vereador Lairinho Rosado (PSB). Diziam que ele seria secretário de Comunicação, mas a pasta já foi anunciada para a fiel escudeira da Rosa, jornalista Aglair Abreu. Além disso, as principais secretarias já foram ocupadas, sobrando para ele as menos visíveis ou de pouca resolutividade.

O fator seguinte que obrigará o grupo a se despedaçar novamente será a ausência de recursos para o conglomerado de Comunicação da família de Sandra. Com salários atrasados, dívidas antigas e receita capengando, Carlos terá muita dificuldade de bancar a mídia nos primeiros meses de gestão. Isso, com certeza, será a gota de água.

Outra filha ilustre no secretariado de Rosalba Ciarlini

Depois de anunciar o nome da filha da prefeita diplomada Rosalba Ciarlini (PP) como possível titular da secretaria de desenvolvimento social de Mossoró, o jornalista Bruno Barreto apontou o nome da filha do desembargador Expedito Ferreira, presidente eleito do Tribunal de Justiça do RN, como confirmada para a procuradoria-geral do município.

A advogada Karina Ferreira trabalhou como procuradora na gestão Francisco José Júnior, e pediu para sair dias antes de integrar a equipe de campanha de Rosalba.

Filha de Rosalba é a novidade no secretariado em Mossoró

A prefeita diplomada Rosalba Ciarlini (PP) confidenciou ao jornalista Bruno Barreto alguns dos nomes que irão compor seu secretariado. De cara, não existem muitas novidades. Entre os nomes, alguns de seus fiéis escudeiros: Na secretaria de infraestrutura, Kátia Pinto, que pediu exoneração da agência reguladora do Estado, cargo indicado pela própria Rosalba antes de deixar o Governo. Na secretaria de comunicação, Aglair Abreu e na consultoria, Anselmo de Carvalho.

De novidade mesmo só a filha Lorena Ciarlini, que deverá ocupar a secretaria de ação social. Segundo o jornalista, a decisão ainda está em estudo. Já o marido, Carlos Augusto, parece ter ficado de fora, oficialmente. Ele “vai colaborar do jeito que puder”, e todos sabem como é a colaboração de Ravengar.

A prima Sandra, até agora, não foi contemplada. Seu filho, Lahyre Neto estava cotado para ocupar a secretaria de comunicação, objeto de desejo antigo do vereador. Entre os nomes divulgados até o momento, nenhum ligado ao sandrismo.

Veja também

Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com