Rosalba, sem dinheiro e sem segurança jurídica

Assim começa o mandato da prefeita eleita de Mossoró. No dia de sua diplomação, uma enxaqueca. Uma liminar pediu que não fosse diplomada, tendo como argumento problemas com a prestação de contas e outro imbróglios jurídicos. Foi negado, mas isso não tira de suas costas a preocupação constante de ter de se explicar para os tribunais com frequência. Como dito anteriormente neste espaço, a reprovação das contas da próxima prefeita é apenas uma ponta no imenso iceberg que afunda em sua vida.

O fato de o juiz Cláudio Mendes Júnior, titular da 34ª Zona, enviar para a 33ª Zona o processo que pede a cassação do mandato dela pode ser um indicativo de que a Justiça não deixará a líder do PP sair ilesa sem antes colocar os pingos nos ís. Rosalba precisará explicar as sobras de campanha e a dívida de mais de R$ 600 mil com seus parentes. A Justiça, e agora o Ministério Público, desconfiam de doação de pessoa jurídica, o que é ilegal e pode levar a perda de mandato.

A frustração de receita ignorada por ela será seu maior desafio político. A Rosa terá a chance de provar que é melhor prefeita do que governadora, uma vez que, no Estado, bastou uma marola para que ela terminasse o mandato com 90% de rejeição. Foi Rosalba quem começou a atrasar salários no Estado e é dela a culpa pela crise na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Também foi Rosalba quem celebrou o convênio com o estádio Arena das Dunas que consome, todo mês, R$ 15 milhões do e agora está cheio de problemas para ser explicado na Justiça Federal.

A Prefeitura de Mossoró amarga a frustração de receitas. Desde 2014, a arrecadação não supera os números de 2012. Os recuos na receita passa dos R$ 100 milhões e os royalties caíram de R$ 4 milhões para R$ 1 milhão. Além disso, o Estado abandonou os serviços de Saúde e Segurança nas mãos da gestão municipal. A crise agora não é local, como foi no governo Rosalba, mas nacional. Exemplo disso é o Rio de Janeiro, onde das 92 prefeituras, 33 ainda não sabem como pagar o 13º salário.

Deixe uma resposta