STF abre inquérito para investigar Rogério Marinho

Segundo Fausto Macedo no Estadão, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN) será investigado após um empresário que prestou serviços à sua campanha à Prefeitura de Natal, em 2012, admitir à Polícia Federal que o parlamentar tem com ele uma dívida de R$ 1 milhão referente ao pleito. O inquérito foi instaurado pelo ministro Gilmar Mendes.

Os investigadores apontaram, em relatório que, em um dos arquivos apreendidos durante operação em Natal, constam gastos de R$ 1,9 milhão ‘em espécie’ e ‘oficiais’ da campanha de Marinho com uma das empresas de Domingos Sávio da Costa Souza. Segundo o TSE, naquele ano, foram registrados apenas R$ 499 mil.

O empresário foi chamado para depor e ‘disse que Rogério Marinho lhe deve um milhão e meio de reais em razão dos serviços prestados na campanha eleitoral de 2012’. “Ele confirmou então que houve prestação de serviços na campanha, parte do qual não foi pago”, relata a PF.

O deputado ainda não se pronunciou.

Do blog do Heitor Gregório/Tribuna do Norte

9d3c0848-4646-4a5f-9a8a-5c0f896a0f0b

Deixe uma resposta